undefined
Reprodução/Twitter
Furacão Matthew atingiu os estados da Flórida, Geórgia, Carolina do Sul e Carolina do Norte; 10 mortes confirmadas

A passagem do furacão Matthew pelos Estados Unidos já provocou a morte de pelo menos dez pessoas neste sábado (8). Os óbitos ocorreram nos estados da Flórida, Geórgia e Carolina do Norte. Antes de chegar à América do Norte, a tempestade devastou o Haiti, onde fez mais de 900 vítimas fatais e deixou milhares de famílias desabrigadas. Os nomes e as nacionalidades dos mortos ainda não foram divulgados.

LEIA MAIS: Furacão Matthew avança para a Geórgia e Carolina do Sul nos Estados Unidos

O fenômeno, que é a mais forte tempestade do Atlântico registrada desde 2007, atingiu velocidade de aproximadamente 120 quilômetros por hora na Costa Leste norte-americana. Apesar dos estragos causados, o furacão perdeu força desde que saiu do Haiti, onde chegou a 210 quilômetros por hora.

Segundo a rede de televisão “ABC News”, cerca de 2 milhões de casas e estabelecimentos comerciais nos Estados Unidos estão sem energia elétrica. Apesar de o furacão ter enfraquecido nas últimas horas, o governo adverte que ainda há altas possibilidades de ventos fortes e tempestades perigosas, principalmente na costa da Carolina do Sul, podendo chegar ao interior.

O site “Discover South Carolina”, portal oficial do turismo naquela região, alerta os visitantes que o estado está com ordem de evacuação e pede que os internautas fiquem atentos aos boletins meteorológicos e às orientações dadas pelos órgãos oficiais. A página da Divisão de Emergência da Carolina do Sul adverte as famílias sobre a necessidade de se ter um plano de sobrevivência, bem como um estoque de água e comida.

LEIA MAISA assustadora imagem que mostra o potencial devastador do furacão Matthew

Em nota publicada neste sábado, o governador da Geórgia, Nathan Deal, diz já ter iniciado a mobilização do plano de recuperação junto às autoridades competentes e garante que também já estão sendo providenciados os esforços para restaurar a energia elétrica e limpar as vias públicas, de modo que possam ser trafegadas em segurança. Aos moradores que tiveram de deixar suas casas, Deal informa que é necessário esperar antes de retornar às residências. Ele não definiu uma data, pois a liberação dependerá do grau de dano em cada localidade.

Na Flórida, o governo estadual disponibilizou 70 abrigos, que, juntos, podem receber até 5.900 pessoas. Para mitigar os impactos causados pelas dificuldades no abastecimento, estão sendo disponibilizados 100 caminhões carregados com garrafas de água. Equipes também estão monitorando a situação alimentar da população.

Haiti

No Haiti, mais de 900 mortes já foram confirmadas após a passagem do furacão. A estimativa da Organização das Nações Unidas (ONU) é de que esse número passe de mil. Milhares de pessoas estão desabrigadas. Tropas brasileiras estão auxiliando  na distribuição de donativos e recuperação de estradas.

    Veja Também

      Mostrar mais