Tamanho do texto

Secretário de Estado americano expressou "profunda preocupação" com a escalada de violência na Venezuela em reunião com Maduro na Colômbia

Presidente da Venezuela em encontro com líderes mundiais para cerimônia de acordo de paz entre a Colômbia e as Farc
Yenny Muñoa/ CubaMINREX - 23.09.2016
Presidente da Venezuela em encontro com líderes mundiais para cerimônia de acordo de paz entre a Colômbia e as Farc


Após se encontrar com o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, demonstrou interesse em impulsionar as relações bilaterais de "respeito e diálogo" com Washington.

LEIA MAIS:  Presidente da Venezuela é perseguido e xingado por multidão furiosa em visita

O líder da  Venezuela  e Kerry se encontraram no começo da semana na Colômbia, às margens da assinatura do acordo de paz entre as autoridades de Bogotá e os guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Na ocasião, Maduro disse que se tratou de uma reunião "agradável, respeitosa e diplomática".
Segundo Kerry, ele expressou sua "profunda preocupação" com a escalada da violência política no país, assim como com a severa crise econômica que resultou na falta de abastecimento de remédios e alimentos.

LEIA MAIS:  Temer prega futuro pacífico na Colômbia após acordo de paz com as Farc

Em seu programa semanal na TV venezuelana, Maduro expressou querer "melhores relações com Barack Obama, assim como com o futuro presidente ou presidenta", referindo-se aos cadidatos à Casa Branca, a democrata Hillary Clinton, e o republicano Donald Trump, que se enfrentam nas urnas em Novembro.

John Kerry teria demonstrado forte preocupação com a Venezuela  em reunião com Nicolas Maduro na Colômbia
Eric Bridiers/ U.S. Mission - 10.09.2016
John Kerry teria demonstrado forte preocupação com a Venezuela em reunião com Nicolas Maduro na Colômbia


Inflação nas alturas

A Venezuela sofre com uma inflação galopante - a maior da América Latina -, acompanhada de uma crise produtiva, problemas de distribuição de produtos de primeira necessidade, mercado afetado por medidas de restrição e regulamentação.

LEIA MAIS:  Presidente da Venezuela é perseguido e xingado por multidão furiosa em visita

Maduro é acusado pela oposição de má administração. Atualmente, o país passa por uma séria crise política e econômica.

Estima-se que cerca de 76% da população da Venezuela esteja vivendo abaixo da linha da pobreza. Em 2014, essa cifra era de pouco mais de 50%. O governo de Maduro acusa a oposição de tentar "desestabilizar" a economia local. Enquanto isso, os opositores tentam promover um referendo revogatório do mandato do presidente, que sofre com empecilhos impostos pela Justiça.

*Com informações da Agência Ansa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.