Tamanho do texto

Renato Marsicola, de 94 anos, estava internado na cidade de Áquila desde o dia 24 de agosto e faleceu neste sábado (24) após não resistir aos ferimentos

Imagens feitas  pela Brigada de Incêndio Italiana mostra a destruição causada na cidade de Amatrice pelo terremoto
Vigili del Fuoco/ Reprodução
Imagens feitas pela Brigada de Incêndio Italiana mostra a destruição causada na cidade de Amatrice pelo terremoto

Há exatos 30 dias do forte terremoto que atingiu a região central da Itália , as autoridades italianas confirmaram a morte de mais uma pessoa que morava em Amatrice, elevando para 298 o número total de vítimas fatais.

Renato Marsicola, de 94 anos, estava internado na cidade vizinha de Áquila desde o dia 24 de agosto e faleceu neste sábado (24) após não resistir aos ferimentos. Com isso, a pequena comuna de Amatrice, que tem pouco mais de dois mil habitantes, contabiliza sua vítima de número 237. Os demais falecimentos ocorreram em Accumoli e Arquata del Tronto.

LEIA MAIS:  Tiroteio em shopping mata cinco pessoas no estado de Washington

A notícia do falecimento ocorre no momento em que uma série de cerimônias eram realizadas nas cidades mais afetadas. A presidente da Câmara dos Deputados, Laura Boldrini, visitou as cidades mais atingidas e participou do almoço comunitário em Arquata ao lado do comissário extraordinário para a reconstrução, Vasco Errani, e do chefe da Defesa Civil, Fabrizio Curcio.

Lá, Boldrini ouviu um pedido de duas idosas que foram recepcioná-la. "Por favor, não nos abandonem. Não queremos deixar a nossa terra", disseram à deputada. "O empenho é esse. A projeção é reconstruir tudo como antes. Obrigado por tudo que vocês fizeram e que ainda fazem", disse Boldrini aos presentes.

LEIA MAIS:  5 polêmicas sobre a nova reforma do Ensino Médio

Já em Amatrice, foi realizada uma missa em memória dos mortos e, como um sinal de renascimento, a pequena Alessia foi batizada na mesma cerimônia. Durante a cerimônia, o bispo de Rieti, monsenhor Domenico Pompili, cobrou das autoridades italianas as promessas feitas para a reconstrução.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.