Tamanho do texto

Homem foi condenado a 100 anos de prisão pela morte da criança, no México; imagens mostram menina sendo brutalmente arremessada na água

Defesa argumentou na Justiça que a menina morreu fora da piscina; alegação foi rejeitada pela Justiça do México
Reprodução
Defesa argumentou na Justiça que a menina morreu fora da piscina; alegação foi rejeitada pela Justiça do México

A Justiça do México condenou um homem a 100 anos de prisão por ter afogado sua enteada, de apenas três anos de idade, na piscina de um hotel. As imagens do circuito interno do local, em Morelia, no estado de Michoacán, têm provocado indignação na internet.

O vídeo foi gravado em agosto de 2015, mas só foi divulgado recentemente nas redes sociais. O padrasto da menina, identificado como Jose David N, aparece nas gravações arremessando a garota brutalmente na piscina por diversas vezes. Em outro momento, é possível observar o homem segurando o cabelo da criança de modo a manter sua cabeça submergida.

LEIA TAMBÉM:  Professora admite namoro e sexo com aluno de 17 anos nos EUA: "Ele me seduziu"

De acordo com reportagem do portal britânico "Metro", a mãe da criança estava dormindo em um dos quartos do hotel no momento do crime. As demais pessoas que estavam na área da piscina viram o início do crime e deixaram o local sem questionar o sujeito que jogava a criança na água repetidamente.

Os advogados do homem argumentaram no juízo que a menina morreu fora da piscina, e não na água, mas isso não convenceu os juízes.

ATENÇÃO: O vídeo abaixo pode ser considerado perturbador para algumas pessoas



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.