Tamanho do texto

Ataque cibernético teria sido obra de grupo denominado "DC Leaks", que é apontado pelos Estados Unidos como ligado ao serviço secreto da Rússia

Imagem do passaporte de Michelle Obama teria vazado junto com outros documentos de funcionários do governo
Twitter/Reprodução
Imagem do passaporte de Michelle Obama teria vazado junto com outros documentos de funcionários do governo




Uma invasão de hackers aos servidores da Casa Branca pode ter resultado no vazamento do passaporte da primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, nesta quinta-feira (22). 

LEIA MAIS:  O polêmico discurso da mulher de  Trump, acusada de plagiar Michelle Obama

A Presidência não fez comentários sobre a autenticidade do passaporte, mas o porta-voz de Barack Obama, Josh Earnest, assegurou que o governo leva a questão "muito a sério". Já a procuradora-geral dos Estados Unidos, Loretta Lynch, admitiu que está "examinando" o suposto vazamento.

Além dos documentos da primeira-dama, diversos arquivos pessoais de funcionários do primeiro escalão também teriam vazado. 

LEIA MAIS:  Após xingamento, Barack Obama se encontra com líder filipino

Membros da inteligência norte-americana dizem que a ação foi realizada pelo grupo denominado DC Leaks, que estaria ligado aos serviços secretos russos. Os vazamentos atingem o ambiente político dos Estados Unidos. 

*Com informações da Agência Ansa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.