Tamanho do texto

Embarcação que seguiria para a Itália tinha entre 300 e 600 passageiros; apenas em 2016, 298 mil pessoas atravessaram mares para entrar na Europa

Segundo a OIM, 298 mil pessoas atravessaram os mares Mediterrâneo e Egeu em direção à Europa apenas em 2016
© Italian Navy/Masimo Sestini/Acnur
Segundo a OIM, 298 mil pessoas atravessaram os mares Mediterrâneo e Egeu em direção à Europa apenas em 2016

Um barco com centenas de imigrantes naufragou no mar Mediterrâneo, perto da cidade de Rosetta, no norte do Egito. A rede Al Jazeera fala em pelo menos 300 pessoas na embarcação, enquanto a agência Mena cita 600 ocupantes.

Segundo o Ministério da Saúde do Egito , pelo menos 29 corpos já foram recuperados até o momento. No entanto, o número de passageiros salvos ainda é incerto, embora a Mena diga que pelo menos 150 foram resgatados.

Rosetta, situada na foz do rio Nilo, abriga um dos principais portos do Mediterrâneo, mar que está no centro da maior crise migratória desde a Segunda Guerra Mundial. O barco estava a caminho da Itália.

Segundo a Organização Internacional para as Migrações (OIM), 298 mil pessoas já atravessaram os mares Mediterrâneo e Egeu, a partir do Egito e de outros países do entorno, rumo à Europa em 2016. Outras 3,2 mil morreram tentando.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.