Tamanho do texto

Segundo dispositivo encontrado na mesma região em que uma explosão deixou ao menos 29 feridos é semelhante ao usado pelos irmãos Tsarnaev em 2013

Artefato não chegou a explodir; bomba feita com panela de pressão foi usada em ataque duplo a evento esportivo em 2013
NYCityAlerts
Artefato não chegou a explodir; bomba feita com panela de pressão foi usada em ataque duplo a evento esportivo em 2013

Um potencial segundo explosivo encontrado pela polícia após uma explosão em Nova York  era semelhante ao usado no atentado à Maratona de Boston, em 2013.

Na noite deste sábado (17), uma bomba foi detonada no bairro de Chelsea, deixando pelo menos 29 feridos.

O segundo artefato, que não chegou a explodir, foi achado pela polícia a quatro quadras do local.

O dispositivo foi descrito como uma bomba feita com panela de pressão ligada a um cabo e a um telefone celular.

LEIA TAMBÉM:  Países vizinhos esperam reação econômica para aliviar desconfiança com Temer

Esta foi a forma usada por extremistas no ataque duplo à Maratona de Boston, em 2013.

Três anos antes, em 2010, o objeto já havia figurado em um plano fracassado para atacar a Times Square, também em Nova York.

Células extremistas costumam usar o dispositivo com frequência e instruções sobre como criá-lo se multiplicam na internet.

Explosão

Na noite de sábado, uma explosão atingiu o bairro de Chelsea, em Nova York, deixando pelo menos 29 feridos.

Segundo o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, o ato foi "intencional", mas, por enquanto, ainda não há ligação com terrorismo.

Câmeras de segurança de uma academia de ginástica flagraram o momento da explosão . As imagens mostram um clarão, com vidraças se estilhaçando e pessoas correndo.

A aréa onde a bomba foi detonada, próxima do Flatiron Building e do Eataly, foi rapidamente isolada pela polícia e bombeiros fizeram atendimentos aos feridos no próprio local.

Uma das testemunhas, Itay Cohai, disse ter ouvido uma "forte explosão" seguida de gritos.

O incidente acontece pouco dias antes da abertura da 71ª Assembleia Geral da ONU, na próxima terça-feira (20) na sede da organização, em Nova York.

Desde 1949, o presidente brasileiro abre tradicionalmente o debate geral. Michel Temer embarcou aos Estados Unidos na manhã deste domingo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.