Tamanho do texto

Decisão bilateral foi realizada logo após a conclusão do acordo de paz, efetuado na semana passada, em um processo que durou quatro anos

Estadão Conteúdo

Colômbia: cessar fogo imediato  encerra 53 anos de conflito ; decisão final cabe a um plebiscito que será chamado
Reprodução/Twitter
Colômbia: cessar fogo imediato encerra 53 anos de conflito ; decisão final cabe a um plebiscito que será chamado

O governo da Colômbia e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) implementaram à zero hora de segunda-feira (29), horário local, um cessar fogo imediato no país, colocando um fim a 53 anos de conflito no país.

LEIA MAIS:  Presidente decreta cessar-fogo na Colômbia após acordo com as Farc

A decisão sobre o cessar fogo bilateral e definitivo foi feito logo após a conclusão do acordo de paz, na semana passada, um processo que durou quatro anos.

O fim das hostilidades será monitorado pelas Nações Unidas e por observadores internacionais. Ainda assim, a decisão final cabe a um plebiscito que será chamado. Ao menos 4,5 milhões de votos são necessários para aprovar o plano estabelecido pelo presidente Juan Manuel Santos com o líder máximo da guerrilha, Rodrigo Londoño, também conhecido como "Timochenko".

LEIA MAIS:  Justiça da Colômbia autoriza consulta popular sobre acordo de paz com as Farc

Entre 1958 e 2012, o conflito armado fez 220 mil vítimas na Colômbia, segundo um levantamento de 2013 do Centro Nacional de Memória Histórica.