Tamanho do texto

Crianças de 4 e 6 anos sobreviveram porque foram abrigadas pela avó embaixo de uma cama em vilarejo italiano devastatado por tremor

Pescara del Tronto foi uma das cidades atingidas pelo terremoto na região central da Itália
AFP -24.08.2016
Pescara del Tronto foi uma das cidades atingidas pelo terremoto na região central da Itália

Em meio à tragédia do terremoto que abalou a Itália nesta quarta-feira (24), histórias de resgate extraordinários divulgados pela imprensa local comovem o país.

Na pequena vila de Pescara del Tronto, dois meninos de 4 e 6 anos de idade foram resgatados pelo próprio pai, que cavava os escombros junto com equipes de bombeiros.

Terremoto mortal atinge o centro da Itália; 'metade da cidade se foi', diz prefeito

Olimpíada não traz legado para saúde de cidade-sede, diz especialista

Segundo relatos do jornal La Repubblica e da rádio Rai, o pai havia retornado na noite anterior de Roma para buscar os filhos que estavam na casa dos avós. A avó salvou a vida dos meninos abrigando-os sob a cama ao sentir o terremoto.

A casa da família foi destruída em segundos e equipes de resgate conseguiram resgatar as crianças. Bombeiros tentavam, em seguida, retirar a avó e seu marido dos escombros. Ela estava viva e se comunicava com as equipes.

A pequena vila de Pescara del Tronto, com 150 habitantes, foi completamente devastada pelo forte terremoto de magnitude 6.0 que abalou a região nesta madrugada.

Na cidade vizinha de Amatrice, um vídeo de uma menina resgatada com vida dos escombros se tornou viral nas redes sociais.

Equipes do Exército e da Cruz Vermelha foram mobilizadas para auxiliar nos resgates; várias pessoas foram resgatadas com vida, mas centenas ainda continuam desaparecidas na região.

Resgates aéreos

Segundo testemunhas, as equipes e moradores tem conseguido prestar socorro a sobreviventes presos seguindo o som de seus gritos.

Helicópteros estão participando das buscas.

No início da tarde desta quarta-feira, foram transportados nove feridos de Amatrice para Roma, de helicóptero, entre eles, cinco albaneses e uma menina italiana de 12 anos com traumatismo craniano.

Helicópteros foram mobilizados na operação de resgate na região montanhosa atingida pelo tremor
AFP - 24.08.2016
Helicópteros foram mobilizados na operação de resgate na região montanhosa atingida pelo tremor

O polêmico grupo 'de Satã' que quer dar aulas nas escolas dos EUA

As principais cidades atingidas são Amatrice, Accumoli e Arquata, no centro da Itália, a 140 km de Roma. Pontes, igrejas e casas foram completamente destruídas.

Nessa época do ano, no auge do verão, muitos turistas costumam visitar as pequenas cidades italianas como as atingidas pelo tremor.

Segundo as autoridades brasileiras na Itália, não há registro de vítimas brasileiras na tragédia até o momento.