Tamanho do texto

Ataque ocorreu em uma galeria de lojas de Uccle, município ao sul de Bruxelas; polícia disparou contra braço da mulher antes de prendê-la

Movimentação da polícia no local do ataque, ao sul de Bruxelas: Bélgica vive temor diário após atos terroristas
40GHulsens/Twitter/Reprodução
Movimentação da polícia no local do ataque, ao sul de Bruxelas: Bélgica vive temor diário após atos terroristas

Uma mulher esfaqueou três pessoas em um ponto de ônibus em pleno centro comercial de um dos municípios que compõem a região da capital de Bruxelas, na Bélgica, nesta segunda-feira (22).  O ataque ocorreu em uma galeria de lojas de Uccle, localizada ao sul da sede da coroa do país. A agressora foi detida após ser atingida por um disparo dos policiais.

LEIA MAIS:  Ataque na Bélgica aumenta preocupações com aeroportos nos EUA

Até o início da noite desta segunda-feira (horário local), a investigação ainda desconhecia o motivo para as agressões – especialmente porque o ataque foi realizado sem que a mulher fizesse qualquer reivindicação. A emissora pública RTBF afirmou que a agressora sofre de instabilidades emocionais e que, aparentemente, o ato não teve ligação com terrorismo. As três vítimas ficaram feridas e foram encaminhadas a um hospital.

LEIA MAIS:  Terroristas ligados ao Estado Islâmico invadem igreja e degolam padre 

A zona do ataque foi isolada pela polícia para investigação. A Bélgica tem reforçado sua segurança desde março de 2016, quando dois atentados atingiram o aeroporto de Bruxelas e uma estação de metrô , deixando 35 mortos e mais de 300 feridos. O ato foi assumido pelo grupo extremista Estado Islâmico, que também atacou Paris em novembro de 2015 . A Bélgica sofre como redutos de terroristas, que usam o território para se locomover com facilidade pela Europa, principalmente com destino à França.


    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.