Tamanho do texto

Ataques foram realizados ao norte de Gaza, perto da fronteira com Israel, em resposta a um foguete que atingiu cidade israelense no início do domingo

Após cessar-fogo em 2014, ocasionalmente, militantes de Gaza lançam foguetes ao território israelense
Reprodução/Twitter
Após cessar-fogo em 2014, ocasionalmente, militantes de Gaza lançam foguetes ao território israelense

O exército israelense realizou uma série de ataques aéreos na Faixa de Gaza na noite deste domingo (21), tendo como alvo posições do Hamas, em resposta a um foguete que atingiu uma cidade israelense de fronteira no início do dia. Um funcionário do Ministério da Saúde palestino Ashraf al-Qidra disse que dois palestinos, incluindo um rapaz de 17 anos, ficaram levemente feridos.

Autoridades palestinas informaram que quase todos os ataques aéreos foram registrados no norte de Gaza, perto da fronteira com Israel. Embora a maioria das bombas tenham sido direcionadas ao Hamas, o grupo militante islâmico que controla Gaza, uma atingiu um acampamento militar usado pelo grupo Jihad Islâmica.

O tenente-coronel Peter Lerner, porta-voz militar israelense, disse que a operação foi significativa "para trazer tranquilidade para o povo do sul de Israel". Ele acusou o Hamas de tentar "infligir dor, causar medo e aterrorizar" israelenses no meio do período de férias de verão.

O lançamento de foguete ocorrido mais cedo atingiu a cidade israelense de Sderot no meio do dia e interrompeu o tem sido um verão tranquilo na região. O foguete caiu em uma área residencial, explodindo ao lado de uma casa. Não houve feridos.

Leia mais:  Israel volta a bombardear sul de Gaza após ataques do Hamas

Histórico

Israel e Hamas travaram uma guerra de 50 dias no verão de 2014. Desde então, um cessar-fogo foi amplamente realizado. Mas militantes em Gaza, ocasionalmente lançam foguetes ao território israelense. E Israel atribui ao Hamas a responsabilidade por todos os ataques que emanam do território.

No sul da cidade de Gaza, centenas de militantes do Hamas mascarados realizaram um desfile para marcar o aniversário da morte de três membros seniores mortos durante a guerra de 2014. Os soldados camuflados exibiam foguetes e armas enquanto marchavam. Abu Obeida, porta-voz da ala militar do grupo, disse que o Hamas continuaria sua luta contra Israel até "a vitória ser alcançada".

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.