Tamanho do texto

Ivan Guzmán pode estar entre grupo de seis homens sequestrados na última segunda-feira (15) em um restaurante de luxo em cidade turística do México

Ivan Guzmán, filho de El Chapo, teria assumido parte do negócio de narcotráfico após a prisão do pai em janeiro no México
Polícia Federal de Investigação do México/Divulgação
Ivan Guzmán, filho de El Chapo, teria assumido parte do negócio de narcotráfico após a prisão do pai em janeiro no México


Ivan Archivaldo Guzman – herdeiro de "El Chapo", um dos traficantes mais famosos do mundo – pode fazer parte de um grupo de seis homens que foram sequestrados na segunda-feira (15) em um restaurante de luxo na cidade turística de Puerto Vallarta, no litoral do México. 

LEIA MAIS:  México autoriza extradição do narcotraficante El Chapo para os EUA

O promotor-geral do Estado do México de Jalisco, onde ocorreu o sequestro, Eduardo Almaguer, explicou em entrevista a uma rádio local que Ivan "provavelmente" estava no grupo. Especialistas dizem que ele teria assumido parte do negócio de narcotráfico após a prisão do pai em janeiro.

Políciado México está recolhendo provas no restaurante
Google Maps
Políciado México está recolhendo provas no restaurante "La Leche" e nos veículos de luxo onde ocorreu o sequestro

A polícia local está recolhendo provas no restaurante e nos veículos de luxo das vítimas, que foram deixados no local do sequestro. Almaguer afirma, no entanto, que diversas das vítimas portavam identidades falsas, o que dificulta as averiguações.

LEIA MAIS:  México recaptura traficante El Chapo

Fuga cinematográfica

El Chapo é considerado um dos maiores traficantes do mundo. Em janeiro deste ano, ele foi capturado após uma fuga "cinematográfica"  de uma prisão de segurança máxima no México, na qual usou um túnel de 1,5 quilômetro que conectava a sua cela a uma casa fora do perímetro da cadeia.

Na época, autoridades mexicanas chegaram a oferecer US$ 3,8 milhões por informações que levassem à prisão do narcotraficante. Autoridades teriam conseguido localizá-lo devido a um encontro de Chapo com o ator Sean Penn para uma entrevista.

LEIA MAIS:  PF desarticula agência envolvida com tráfico de pessoas no Amazonas

Em maio, o México autorizou a extradição do narcotraficante para os EUA  após o governo americano garantir que o chefe de cartel não seria condenado a pena de morte. O processo de transferência do traficante, preso na cidade de Juarez, ainda está em análise. Guzmán já conseguiu fugir de duas prisões de segurança máxima, o que rendeu a ele o título de traficante de drogas mais procurado do mundo. 

*Com informações da Agência Ansa e do jornal The Guardian