Tamanho do texto

Alemão de 60 anos com supostos problemas mentais atacou vítimas com entre 17 e 22 anos na Áustria; duas delas foram internadas em estado grave

Estação de trem de Bregenz, destino da composição que registrou ataque de alemão contra jovens na Áustria
Divulgação
Estação de trem de Bregenz, destino da composição que registrou ataque de alemão contra jovens na Áustria

Umidoso com supostos problemas mentais e armado com uma faca atacou passageiros de um trem na Áustria na manhã desta terça-feira (16). Ao menos três pessoas ficaram feridas, duas delas em estado grave, segundo informações da polícia local, no terceiro ato de violência semelhante registrado na Europa no último mês.

O ataque aconteceu por volta das 6h30 em um trem da Companhia Austrian Railways que ia em direção a Bregenz vindo de Bludenz, nas proximidades da vila de Sulz, Província de Vorarlberg, na região oeste da  Áustria .  

LEIA MAIS:   Suspeito de ataque a trem e uma mulher de 34 anos morrem na Suíça

No ato, o agressor de 60 anos esfaqueou um jovem de 19 anos no estômago e nas costas e um outro de 17 no pescoço. Ambos foram hospitalizados em estado grave. Passageiros e policiais conseguiram render o idoso na sequência e o seguraram até a estação de Sulz-Röthis. Um homem de 22 anos que ajudou os oficiais sofreu um corte na mão.

Ataques em trens na Europa

A polícia anunciou que investiga o caso, mas de pronto descartou qualquer ligação do ato com o ataque registrado no último sábado (13) em um trem na Suíça , quando um homem de 27 anos armado com uma faca e produtos inflamáveis feriu seis pessoas. Na ocasião, o agressor e uma das vítimas foram mortos.

LEIA MAIS:  Polícia alemã confirma 4 feridos em ataque de homem armado com machado

Em 18 de julho, em Heidingsfeld, região da cidade de Würzburg, no sul da Alemanha, um afegão de 17 anos atacou passageiros com um machado e uma faca. Ele foi morto a tiros quando tentava escapar do local. A polícia alemã confirmou quatro feridos, sendo três em estado grave, além de 14 pessoas que ficaram em estado de choque. 

As autoridades da Áustria classificaram o caso desta terça-feira como uma "agressão isolada", descartando quaisquer motivações políticas ou terroristas.

*Com informações da Ansa