Tamanho do texto

Em 17 de julho, governo fechou a principal estrada que liga áreas controladas pelos rebeldes, ao norte da cidade de Aleppo, com o restante do país

Governo estabeleceu cerco em 17 de julho, quando bloqueou estrada que liga cidades do norte ao restante do País
Observatório Sírio dos Direitos Humanos
Governo estabeleceu cerco em 17 de julho, quando bloqueou estrada que liga cidades do norte ao restante do País

Os rebeldes romperam o cerco imposto pelas tropas do presidente Bashar al-Assad na região de Aleppo, na Síria, de acordo com informações da oposição, moradores e imprensa pró-governo.

LEIA MAIS: Papa Francisco fala de mortes civis na Síria 

Em uma ofensiva iniciada no sábado, uma aliança de grupos rebeldes, incluindo o Fronte do Levante da Conquista, um grupo filiado à Al Qaeda na Síria, ocupou armazéns, uma padaria, um estacionamento e um trecho de rodovia no sul de Ramouseh, distrito onde a luta é travada há uma semana.

No dia 17 de julho, o governo fechou a principal estrada que liga partes controladas pelos rebeldes, ao norte da cidade de Aleppo, com o restante do país. Segundo alerta da ONU, cerca de 300 mil pessoas estão sitiadas na região junto com os rebeldes desde então. Fonte: Associated Press.