Tamanho do texto

O americano John Kerry disse que solução para crise na Venezuela é "humanitária" e elogiu os esforços do Brasil na luta contra a corrupção

Estadão Conteúdo

Kerry ressaltou a importância das relações entre Brasil e EUA e disse que espera que agora sejam intensificadas
Ministério das Relações Exteriores
Kerry ressaltou a importância das relações entre Brasil e EUA e disse que espera que agora sejam intensificadas




Em pronunciamento à imprensa após encontro com o ministro das Relações Exteriores do Brasil, José Sera, na tarde desta sexta-feira (5), o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, disse que uma solução política para a Venezuela é questão "humanitária" e defendeu a realização de um referendo revogatório para encurtar o mandado do presidente Nicolás Maduro.  

LEIA MAIS:  Serra defende conselho informal para conduzir Mercosul no lugar da Venezuela

"É preciso que haja consonância entre governo e oposição, não para que um supere o outro. Esperamos ter um compromisso democrático para responder às necessidades humanitárias deste país. Gostaria de enfatizar a importância de um referendo com a observância da separação de poderes e liberdade de manifestação", afirmou Kerry, ao lado de Serra, no Palácio do Itamaraty no Centro do Rio.

Kerry elogiou os esforços do Brasil contra a corrupção e disse que os EUA estão prontos a colaborar neste esforço
Reprodução/Facebook
Kerry elogiou os esforços do Brasil contra a corrupção e disse que os EUA estão prontos a colaborar neste esforço


O secretário de Estado elogiou "os esforços do Brasil na luta contra a corrupção" e disse que os Estados Unidos estão prontos a colaborar neste esforço, inclusive com extensão para outros países.

LEIA MAIS:  Oposição na Venezuela diz que Justiça validou assinaturas para referendo

Kerry ressaltou a importância das relações entre Brasil e EUA e disse que espera que agora sejam intensificadas. "Discussões políticas aqui no Brasil não permitiram que florescesse plenamente o potencial das nossas parcerias", afirmou, em referência ao governo da presidente afastada Dilma Rousseff.

LEIA MAIS:  Venezuela anuncia controle militar de cinco portos essenciais do país

O secretário de Estado ainda elogiou os "esforços fabulosos" que foram feitos pelo País para garantir a segurança dos Jogos Olímpicos. "Estamos cooperando para que os Jogos sigam em segurança e bem sucedidos, um esforço muito grande foi feito para isso."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas