Tamanho do texto

Presidente do país declarou emergência por três meses devido à ameaça de "planos de dissidentes no sentido de tentar tomar o governo novamente"

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, anunciou em discurso televisionado nesta quarta-feira (20) três meses de estado de emergência no país, em resposta à tentativa fracassada de golpe ocorrida na semana passada .

Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan decretou três meses de estado de emergência no país
Reprodução/Twitter
Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan decretou três meses de estado de emergência no país

Segundo Erdogan, pode haver mais planos de dissidentes no sentido de tentar tomar o governo novamente. O estado de emergência, de acordo com ele, permitirá dar "passos mais eficientes no intuito de remover essa ameaça o mais rápido possível, que é uma ameaça à democracia, às leis e aos direitos de liberdade dos cidadãos no nosso país".

Ele ainda comentou que as forças armadas continuam sob controle do governo e que "todos os vírus" existentes nelas serão limpos.

Antes de encerrar seu pronunciamento, o presidente da Turquia expressou sua gratidão aos cidadãos que foram às ruas em demonstração de apoio ao governo.