Tamanho do texto

Pai de criança de dois anos chegou a entrar na água para tentar salvá-la; ataque que repercutiu pelo mundo ocorreu na Flórida

O Dia

Fachada do Grand Floridian Resort, o mais caro e luxuoso hotel dentro do complexo da Disney
Divulgação
Fachada do Grand Floridian Resort, o mais caro e luxuoso hotel dentro do complexo da Disney

Após 15 horas de buscas, a polícia do Condado de Orange declarou como morto o menino de dois anos arrastado por um jacaré em um resort da Walt Disney World, na tarde desta quarta-feira (15). A declaração foi feita antes de o corpo da criança ser encontrado, no início da noite.

"A triste realidade é que já se passaram diversas horas e não vamos recuperar um corpo com vida", afirmou o xerife. O ataque ocorreu na véspera, quando o menino brincava à margens da praia do Grand Floridian Resort, o mais luxuoso e caro hotel dentro do complexo de parques da Disney em Orlando.

De acordo com a emissora "CNN", a família do menino assistia a um filme ao ar livre no resort quando notou que o incidente já estava acontecendo. Desesperado, o pai da criança correu e pulou dentro da água para tentar salvar o filho, mas não conseguiu. 

A lagoa para onde a criança foi arrastada, a Seven Seas Lagoon, é ligada a uma série de canais que comportam um grande volume de água, segundo especialistas da Conservação de Vida Selvagem da Flórida.

Jacarés em fazenda especializada na Flórida: animais são comuns nos rios e lagos do Estado
Everglades Alligator Farm/Reprodução
Jacarés em fazenda especializada na Flórida: animais são comuns nos rios e lagos do Estado

As buscas pelo menino foram iniciadas imediatamente, com barcos da Disney prestando suporte. Em medida de precaução, o parque fechou todas as praias do resort nesta quarta-feira, por volta das 12h.

Um dos hóspedes do resort, Declan Salcido, afirmou que as placas de sinalização inidicando a proibição de nadar podiam ser vistas de qualquer ponto do local. "A lagoa não é para recreação", contou ele. A polícia também enfatizou que, ao contrário do dito pela família, havia sinalização no local. "Aqui é a Flórida e não é incomum jacarés aparecerem em lagoas", disse ele. 

A família é do Estado de Nebraska e chegou à Disney no domingo, para uma viagem de férias. “Todos aqui do Walt Disney Resort estão devastados por esse trágico acidente”, manifestou-se o vice-presidente do parque, Jacquee Wahler, em entrevista à CNN.

A notícia é um novo choque para a comunidade de Orlando, onde fica o complexo de parques, que já estava de luto por conta do assassinato da cantora Christina Grimmie e do ataque terrorista que deixou 49 mortos em uma boate gay local no último domingo.