Tamanho do texto

Segundo grupo, guerra liderada pelos EUA está fadada ao fracasso e a América "caiu no pântano da perdição"

Com seus ataques, Estado Islâmico colocou o mundo novamente em guerra contra o terrorismo
Reprodução/Internet
Com seus ataques, Estado Islâmico colocou o mundo novamente em guerra contra o terrorismo

Um porta-voz do Estado Islâmico encorajou simpatizantes do grupo na Europa e nos Estados Unidos para que, nestes lugares, realizem ataques contra civis, caso eles não consigam viajar para a região dominada pelo grupo na Síria e no Iraque.

Em um áudio de 31 minutos divulgado na noite de sábado (21) pelo braço midiático do grupo, al-Furqan, Abu Mohammed al-Adnani diz que a guerra liderada pelos EUA contra o grupo está fadada ao fracasso e que a América "caiu no pântano da perdição".

Ele afirma ainda que simpatizantes do Estado Islâmico na Europa e os EUA para "assediar os cruzados dia e noite para aterrorizá-los até que cada vizinho fique com medo um dos outros". Os simpatizantes, afirmou, não devem subestimar o valor de "balançar um cruzado no coração de sua casa".

Também no sábado, o grupo já havia divugado um áudio  pede intensificação de ataques durante mês sagrado do islã . Foi a primeira divulgação de conteúdo por um líder de alto nível do grupo desde 2015. 

    Leia tudo sobre: Estado islâmico