Tamanho do texto

Especialista na espécie explicou que a mordida provavelmente ocorreu porque a mulher deve ter agarrado cauda do animal

O Dia

Tubarão-enfermeiro  ficou agarrado ao braço de banhista nos Estados Unidos após ter rabo puxado
Reprodução/MSNBC
Tubarão-enfermeiro ficou agarrado ao braço de banhista nos Estados Unidos após ter rabo puxado

Mesmo após ter sido morto por um banhista, um tubarão que havia atacado uma mulher de 23 anos permaneceu com os dentes cravados no braço da vítima. De acordo com jornal Sun Sentinel, o insólito caso ocorreu em Boca Raton, no Estado norte-americano da Flórida, no domingo (15).

Tubarão-enfermeiro, como é conhecida a espécie, o animal de cerca de 60 centímetros já estava preso à vítima quando foi morto por um banhista que testemunhou o ataque.

Um especialista em tubarões explicou à emissora norte-americana MSNBC que a mordida provavelmente ocorreu como reflexo do animal após a mulher ter agarrado sua cauda, disse Jim Abernathy.

As suspeitas do especialista foram confirmadas por outros frequentadores da praia. A mulher foi encaminhada a um hospital da região e passa bem.