Tamanho do texto

Em visita do presidente boliviano, nesta sexta-feira, pontífice agradece por presente sobre benefícios da folha à saúde

Evo Morales da Bolívia troca presentes com Papa Francisco durante uma reunião no Vaticano
Alessandra Tarantino/Pool/Reuters
Evo Morales da Bolívia troca presentes com Papa Francisco durante uma reunião no Vaticano

O presidente da Bolívia, Evo Morales, presenteou o papa Francisco com três livros sobre a folha de coca durante audiência privada realizada no Vaticano nesta sexta-feira (15). O Pontífice agradeceu pelas obras, que tratam sobre os benefícios que a folha – consumida há séculos pelos indígenas bolivianos, mas que também pode ser usada no preparo de drogas – pode trazer para a saúde.

"Eu tomo [chá da folha de coca] e ele me faz muito bem. Eu o recomendo", disse o presidente boliviano. Morales ainda presenteou o líder religioso com um busto de madeira do líder indígena aimará Tupac Katari, que foi torturado e morto após incitar uma revolta na região do Alto Peru, atual Bolívia, no século XVIII.

O Papa, em troca, o presenteou com o texto da exortação "Amoris laetitia" ("Alegria do amor") e o livro "O Nome de Deus é Misericórdia", escrito pelo jornalista italiano Andrea Tornielli e inspirado em entrevistas com o líder da Igreja Católica. Em visita realizada ao Papa em julho do ano passado, Morales causou polêmica ao dar de presente um crucifixo bastante peculiar, que trazia Jesus Cristo sobre um uma cruz em forma de foice e martelo, símbolo do comunismo.