Tamanho do texto

A primeira casa de Hitler tem sido uma dor de cabeça para a Áustria, muitas propostas foram feitas em busca de solução

O governo austríaco anunciou que planeja expropriar a casa em que Adolf Hitler nasceu para evitar que ela vire um ponto de interesse para simpatizantes do nazismo.

Segundo autoridades do país, a decisão foi tomada depois de muitos anos de discussão sobre o que fazer com o local.

Hitler nasceu em abril de 1889 em uma casa na cidade de Braunau am Inn.

O imóvel foi alugado por seu proprietário para o governo em 1972 e usado por muitos anos como um centro para pessoas com deficiência.

Leia também: ‘Ser deputado é tranquilo... Faço de conta que trabalho’, diz Paulo Maluf

Em 2011, porém, acabou ficando vazio em função de uma desavença entre o governo austríaco e a proprietária, Gerlinde Pommer, que se recusou a permitir uma reforma na propriedade.

O projeto incluiria uma compensação financeira para Pommer, segundo disse o porta-voz do Ministério do Interior, Karl-Heinz Grundboeck, à agência de notícias AFP.

"Estamos no momento examinando a criação de uma lei que forçaria uma mudança na propriedade do imóvel. A casa passaria a ser propriedade da República da Áustria", explicou Grundboeck.

"Chegamos à conclusão nos últimos anos que a expropriação é a única forma de evitar que o local seja usado para propósitos dos (simpatizantes dos) nazistas."

O governo austríaco não deixou claro o que pretende fazer com a propriedade após sua expropriação.

Dor de cabeça
A primeira casa de Hitler tem sido uma dor de cabeça para a Áustria.

Hoje, a única referência à história do líder máximo do nazismo no local é uma pedra (abaixo) na qual se lê: "Fascismo nunca mais. Em memória dos milhões de mortos". O nome de Hitler não aparece.

Pedra na primeira casa de Hitler
BBC
Pedra na primeira casa de Hitler

Muitas propostas já foram apresentadas sobre o que fazer com a propriedade - incluindo transformá-la em um conjunto de apartamentos, um centro para a educação de adultos e um museu para lembrar os crimes do nazismo.

Leia também: Alternativas a Dilma são tão 'tóxicas' quanto ela, diz ex-diretor do Banco Mundial

Também houve quem defendesse a demolição da casa. Um deputado russo chegou a se oferecer para comprar o imóvel e implodi-lo.

Hitler viveu nessa casa por apenas algumas semanas. Em seguida, sua família se mudou para outro endereço em Braunau e, quando Hitler tinha três anos, eles deixaram a cidade.

Adolf Hitler governou a Alemanha de 1933 até sua morte, no final da Segunda Guerra Mundial, em 1945.

O regime nazista, que começou a guerra com a invasão da Polônia em 1939, matou milhares de pessoas e foi responsável pelo Holocausto.

Leia também: A amizade entre duas adolescentes que acabou em um assassinato brutal