Tamanho do texto

Objetivo é reforçar a capacidade das autoridades gregas de lidar de forma eficaz com os fluxos migratórios recordes que ocorrem nas regiões

A Comissão Europeia repassou nesta sexta-feira (4) € 3,5 milhões em financiamento de emergência para a Grécia, para ajudar a cobrir os custos com os recursos humanos para os primeiros centros de receção de refugiados e migrantes, os chamados hotspots.

O dinheiro, proveniente do Fundo para a Segurança Interna, destina-se sobretudo a “aumentar significativamente” o número de pessoal especializado para trabalhar nos centros de recepção a ser instalados nas ilhas de Lesbos, Kos, Samos, Chios e Leros. O objetivo é reforçar a capacidade das autoridades gregas de lidar de forma eficaz com os fluxos migratórios recordes que ocorrem nas regiões, informou nesta sexta-feira a comissão.

A Comissão Europeia diz esperar que o fundo de emergência ajude a Grécia a reduzir a duração dos procedimentos de identificação, registo e recepção.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.