Tamanho do texto

Mulher ameaçou se explodir na entrada de uma estação de metrô de Moscou enquanto gritava "Allah Akbar"

Mulher decapita criança e ameaça se explodir em Moscou
Reprodução
Mulher decapita criança e ameaça se explodir em Moscou

Uma mulher do Uzbequistão, identificada como Gulchekra Bobokulova, 39 anos, decapitou uma criança de quatro anos e ameaçou se explodir na entrada de uma estação de metrô de Moscou enquanto gritava "Allah Akbar" ("Alá é Grande"), na Rússia, nesta segunda-feira (29).

Segundo o portal russo "LifeNews", a uzbeque era babá da menina, identificada como Nastya M, e cometou o crime assim que os pais e o irmão mais velho da criança deixaram a residência.

Bobokulova ainda ateou fogo no apartamento da família, onde os bombeiros encontraram o corpo da menina sem a cabeça após apagarem o fogo. 

A reconstituição apontou que a criança foi morta enquanto estava dormindo e a cabeça decepada foi colocada em um saco plástico. Após atear fogo no local, ela saiu transtornada pelas ruas da capital e, em frente à estação Oktiabriskoie Pole, ameaçou ativar explosivos enquanto "louvava" Alá. A área foi interditada pelas autoridades e a mulher foi presa carregando a cabeça da menina pelas ruas da cidade.

Exames apontaram a presença de material explosivo nas mãos e braços de Bobokulova, mas os investigadores ressaltam que pode ser apenas "a mistura combustível" que ela utilizou para colocar fogo no apartamento.

Os pais da criança estão em estado de choque porque disseram que a babá era uma pessoa "profissional" e "confiável". Porém, ela estaria com problemas de relacionamento com seu marido, do qual estava se separando, e aparentava estar "nervosa" nos últimos tempos. Não há ligações terroristas aparentes no caso.

Veja outros crimes chocantes:


    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.