Tamanho do texto

Com um desempenho fraco, Jeb Bush desistiu de disputar a indicação do Partido Republicano para as eleições dos EUA

Em seu discurso de agradecimento, Trump reforçou bandeiras como guerra aos latinos
Divulgação
Em seu discurso de agradecimento, Trump reforçou bandeiras como guerra aos latinos

Com mais um desempenho fraco nas primárias (cerca de 8% das preferências), desta vez no Estado da Carolina do Sul, Jeb Bush, do Partido Republicano, anunciou na noite deste sábado (20) que não vai mais disputar a candidatura para presidente dos Estados Unidos. As eleições serão em novembro.

Em um discurso emocionado, Jeb agradeceu o apoio dos eleitores, de voluntários e de funcionários da campanha. O ex-governador da Flórida ficou com a quarta colocação na primária da Carolina do Sul, liderada por Donald Trump. Com a decisão do republicano, quem pode se dar bem é o senador Marco Rubio, que aproveitou a desistência do adversário para fazer uma série de elogios – certamente na esperança de contar com seu apoio na batalha pelos votos. Rubio terminou praticamente empatado com Ted Cruz em segundo lugar, com pouco mais de 20% das preferências e diferença de 0,2 pontos percentuais. Rubio obteve 165.881 votos (22,5%) enquanto Cruz conquistou o apoio de 164.790 eleitores (22,3%).

Candidato Marco Rubio pode ser o maior beneficiado depois da desistência de Jeb Bush
Gage Skidmore/ Fotos Públicas
Candidato Marco Rubio pode ser o maior beneficiado depois da desistência de Jeb Bush

Bush vinha constantemente sendo bombardeado por Trump, que o criticava pelo alto desembolso na campanha e a falta de vigor. O pré-candidato terminou as prévias com 57.863 votos (7,9%).

Trump liderou as primárias de Carolina do Sul com 32,5% dos votos (239.851). Em seu discurso de agradecimento, o milionário reforçou bandeiras como a guerra aos imigrantes latinos. Ele garantiu que vai levantar um muro na fronteira entre os Estados Unidos e o México.

Hillary vence entre democratas

Horas antes do anúncio do resultado na Carolina do Sul, a ex-secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, foi confirmada como a vencedora das primárias do Partido Democrata no estado de Nevada, com 52,6% dos votos. Foi a primeira vez que a ex-primeira-dama derrotou o senador pelo estado de Vermont Bernie Sanders, que tem surpreendido por seu bom desempenho na briga entre os pré-candidatos e obteve 47,4% das votações.