Tamanho do texto

Escândalo envolveu 50 estudantes. Ao menos 20 deles foram encaminhados a um conselho por compartilharem as imagens

Três adolescentes foram detidos após um escândalo sexual envolvendo 50 estudantes de uma escola em Connecticut, nos Estados Unidos. O grupo vinha compartilhando nudes e vídeos de conteúdo explícito, que depois de um tempo começaram a ser vendidos pelos acusados. Os jovens não foram identificados por serem menores.

Grupo de estudantes compartilhava conteúdo explícito na web, que começou a ser vendido por três deles
Divulgação
Grupo de estudantes compartilhava conteúdo explícito na web, que começou a ser vendido por três deles

Os adolescentes cobravam cerca de 20 dólares (cerca de R$ 80) por imagem. A investigação começou há seis meses quando um policial recebeu uma denúncia sobre conteúdo sexual envolvendo menores em redes sociais como Snapchat e Facetime. Foi descoberto que fotos e vídeos estavam sendo salvos e repassados a outros em troca de lucro. Dezenas de estudantes, pais e testemunhas foram iterrogados e celulares apreendidos.

"Sentimos que os estudantes não estão cientes de que estão cometendo um crime quando comparilham essas imagens", disse a diretora da Newtown High School, Lorrie Rodrigue, ao "Connecticut Post".

Eles foram fichados por posse e distribuição de pornografia infantil, obscenidade e outros. Ao menos 20 outros foram encaminhados para um Conselho Estudantil por compartilharem as imagens.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.