Tamanho do texto

Henriette Reker é ligada a políticas de apoio a imigrantes

Henriette Reker
Divulgação
Henriette Reker

Uma das candidatas à Prefeitura da cidade alemã de Colonia, Henriette Reker, foi esfaqueada no sábado (17), por motivos racistas e xenofóbicos relacionados à sua política de acolhimento de refugiados.

O crime ocorreu enquanto a candidata fazia campanha em um mercado local, informou a polícia, citada pela imprensa alemã. Gravemente ferida no pescoço, Henriette era a responsável pela recepção de refugiados na Prefeitura de Colonia. Seu quadro de saúde é grave, mas estável.

O agressor, um alemão desempregado e detido logo após o crime, disse que cometeu o ato "com motivação racista". Candidata sem partido, mas apoiada pelos conservadores do CDU, Henriette é uma das favoritas às eleições municipais de Colonia, que possui 980 mil habitantes.

A Alemanha espera receber cerca de 800 mil pedidos de refúgio de imigrantes somente este ano, na maior crise de deslocamentos desde o fim da Segunda Guerra Mundial (1939-1945).