Tamanho do texto

Caso ocorreu em Pskov, cidade russa próxima à Estônia; responsável pela pasta voltada ao cuidado das crianças no país, Pavel Astakhov pede punição exemplar a agressores

Não contentes com o abuso sexual, eles resolveram levar a história adiante e humilhar mais e mais sua vítima. Protagonizado por quatro adolescentes, um estupro coletivo contra uma menina de 14 anos chocou a pequena cidade russa de Pskov, próxima à fronteira com a Estônia, e chegou aos ouvidos do responsável por políticas para crianças no país, que exige punição exemplar aos agressores.

Uma das imagens que ganhou repercussão na Rússia: ao centro, a vítima se mostra desesperada
Reprodução
Uma das imagens que ganhou repercussão na Rússia: ao centro, a vítima se mostra desesperada

De acordo com o tabloide britânico "The Mirror", os quatro adolescentes, que se definem como de "boas famílias", embebedaram a jovem, arrancaram sua roupa e abusaram sexualmente dela por meio da introdução de uma série de objetos em sua vagina. Fotos dos abusos foram postadas nas redes sociais, uma delas com a legenda "não existe lei para nós". 

Responsável pela pasta que acompanha os direitos das crianças e adolescentes na Rússia, Pavel Astakhov iniciou uma batalha para que os responsáveis pelo crime recebam punição exemplar e afirmou que ele próprio controlará pessoalmente as investigações. 

"Está claro que eles não vão para a cadeia propriamente, já que são menores de idade. Mas eles devem ser enviados àquelas escolas com regras rigorosas e trabalho compulsório", afirmou Astakhov, que pede três anos de detenção a cada um dos envolvidos. Todos já foram chamados para interrogatórios.

"Eles são saudáveis psicologicamente, de famílias decentes. Mas também têm um comportamento muito indecente. A pior coisa é que eles sequer entenderam a gravidade do que fizeram e divulgaram o ato. A vítima sofreu psicologicamente, fisicamente e moralmente."

Pavel Astakhov, comissário da presidência russa para os direitos das crianças e adolescentes
Creative Commons
Pavel Astakhov, comissário da presidência russa para os direitos das crianças e adolescentes