Tamanho do texto

Jam Mehtab Hussain, ministro da Saúde da província de Sindh, diz que temperaturas diminuíram, mas ainda há internações

Autoridades da Saúde paquistanesa disseram que a onda de calor que invade o país desde a semana passada tem diminuído lentamente, mas já deixou 860 mortos até esta quinta-feira (25).

Dia 23:  Calor deixa cerca de 700 mortos no Paquistão

Homens correm para hospital levando mulher com sintomas de insolação em Karachi, Paquistão (24/06)
AP
Homens correm para hospital levando mulher com sintomas de insolação em Karachi, Paquistão (24/06)

Jam Mehtab Hussain, o ministro da Saúde da província de Sindh, diz que as pessoas ainda estão sendo internadas em hospitais com doenças relacionadas ao calor - embora em menor número do que nos dias anteriores, quando pacientes desidratados estavam nos corredores do hospital e nos arredores do local, sobrecarregando as equipes médicas que lutavam para ajudar os doentes.

Husain diz que as temperaturas desta quinta chegou a 34 graus celsius em Karachi. No domingo, as temperaturas atingiram 45 graus Celsius na mesma cidade, capital da província de Sindh.

*Com AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.