Tamanho do texto

O ex-estudante universitário muçulmano, de origem chechena, foi condenado por grupo de jurados em 15 de maio deste ano

Dzhokhar Tsarnaev, de 21 anos, que estava sentado em silêncio durante julgamento e condenação pelo atentado da Maratona de Boston será ouvido mais uma vez e gera especulação sobre se repetirá esse comportamento nesta quarta-feira (24), quando for formalmente condenado à morte.

Abril:  Jovem de 21 anos é condenado pelo ataque terrorista na Maratona de Boston

Foto de arquivo mostra Dzhokhar Tsarnaev, suspeito pelos atentados em Boston, EUA (19/04/2013)
AP
Foto de arquivo mostra Dzhokhar Tsarnaev, suspeito pelos atentados em Boston, EUA (19/04/2013)

Um juiz vai dar a oportunidade de o réu falar no tribunal sobre o assunto. O ex-estudante universitário muçulmano, de origem chechena, foi condenado por um grupo de jurados no dia 15 de maio deste ano.

Por unanimidade, os jurados consideraram, em 8 de abril, que Dzhokhar Tsarnaev era culpado pelo duplo atentado a bomba, em 15 de abril de 2013, que matou três pessoas e deixou 264 feridas.

Maio:  Condenado à morte autor de atentado na Maratona de Boston

Nesse dia, duas bombas artesanais explodiram na linha de chegada da popular Maratona de Boston (estado de Massachusetts, Nordeste dos Estados Unidos). O atentado foi considerado o mais grave dos Estados Unidos desde os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001.

Durante o julgamento, o Ministério Público caracterizou o jovem como um terrorista implacável, que agia com sangue frio e que tinha como objetivo “aterrorizar” a América. A defesa apresentou Dzhokhar Tsarnaev como um “rapaz perdido”, que foi influenciado pelo irmão mais velho, coautor do atentado.

O irmão mais velho de Dzhokhar, Tamerlan Tsarnaev, de 26 anos, acabou sendo morto durante uma perseguição policial.

A sentença do jovem gerou controvérsia no estado de Massachusetts, que aboliu a pena capital em 1947. Várias pesquisas de opinião mostraram que muitos habitantes do estado eram favoráveis à sentença de prisão perpétua.

No dia 18 deste mês, um amigo dos irmãos Tsarnaev foi condenado a dois anos e meio de prisão por ter mentido aos investigadores da polícia e por ter apagado documentos de um computador.

Khairullozhon Matanov, um motorista de táxi de 24 anos, oriundo do Quirguistão, foi o quarto amigo dos irmãos Tsarnaev a ser condenado à prisão.

*Com The Guardian e Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.