Tamanho do texto

Ação ocorreu quando o Legislativo se reunia para decidir se aprovaria indicação do governo para o ministério da Defesa

BBC

Militantes do grupo extremista muçulmano Taleban realizaram um ousado ataque contra o Parlamento afegão nesta segunda-feira (22), no momento em que o Legislativo se reunia para decidir se aprovava ou não a indicação do governo para o cargo de ministro da Defesa.

Assista clicando no link abaixo:

Bomba sacode Parlamento afegão durante debate: assista



A explosão do carro-bomba encheu o plenário de fumaça
Reprodução/BBC
A explosão do carro-bomba encheu o plenário de fumaça

Segundo testemunhas, depois de detonar um carro-bomba no exterior do prédio, localizado na capital, Cabul, os militantes tentaram invadir o local, usando granadas e armamento pesado. Os primeiros relatos eram de que alguns conseguiram entrar no prédio. O som de tiros e explosões podia ser ouvido nas imediações. O Parlamento afegão é, supostamente, um dos prédios mais seguros de Cabul.

Janeiro:  Após atentado do Taleban, escolas armam professores no Paquistão

As imagens mostram o plenário esfumaçado e agentes de segurança escoltando as autoridades para um local seguro, em meio a cenas de pânico. A TV estatal afegã transmitia a sessão ao vivo, e flagrou o momento em que a explosão interrompeu um discurso. De acordo com informações ainda não confirmadas, uma deputada teria ficado ferida. 

O cargo da Defesa está vago há meses no Afeganistão, justamente em um momento em que a insurgência do Talebã voltar a ganhar corpo no país. Na noite de domingo, o presidente afegão, Ashraf Ghani, anunciou a indicação de Masoom Stanekzai, que foi assessor especial do governo e, em 2011, tinha sido gravemente ferido em um atentado do Taleban.

Para o correspondente da BBC em Cabul David Loyn, o Taleban enviou uma clara mensagem de que pretende tumultuar o processo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.