Tamanho do texto

Mondavier Knight, 23 anos, é o principal suspeito pela morte de Tamy Gomes Vasquez, de 24; ele foi preso no Mississippi

Um homem de 23 anos foi preso no Mississippi por sua suposta conexão com a morte de uma brasileira de 24 anos cujo corpo foi encontrado dentro de sua casa, nos EUA. As informações são do site americano "The State Journal-Register".

Dezembro:  Brasileira é morta a tiros na frente dos filhos em cidade da Holanda

Tamy Gomes Vasquez morava em Illions havia dois anos e pode ter sido estrangulada até a morte por seu namorado após uma discussão
Reprodução/Facebook
Tamy Gomes Vasquez morava em Illions havia dois anos e pode ter sido estrangulada até a morte por seu namorado após uma discussão

O corpo de Tamy Gomes Vasquez foi descoberto na noite do último domingo (14) por amigos que foram verificar onde a brasileira estaria após não receberem mais notícias sobre ela. As informações, porém, só foram divulgadas na noite de sábado (20). Os policiais foram contatados as 21h45 e confirmaram que ela estava morta. A causa da morte foi estrangulamento.

Jornais:  Namorado de brasileira assassinada na Holanda é líder de gangue

Mondavier A. Knight, de 23 anos, é o principal suspeito pela morte de Tamy. Os dois estariam namorando
Reprodução/Facebook
Mondavier A. Knight, de 23 anos, é o principal suspeito pela morte de Tamy. Os dois estariam namorando

As acusações pelo assassinato em primeiro grau foram feitas na segunda-feira (15) contra Mondavier A. Knight, de 23 anos, depois de ele se entregar para a polícia, de acordo com advogado do condado de Attorney John Milhiser.

Knight, descrito pelas autoridades como namorado de Tamy, estaria preso no condado de Yazoo, Mississippi, sob fiança de US$ 2 milhões, e ele deve ser transfirido para ser julgado em Illinois em breve.

Janeiro:  Brasileiro é encontrado morto e irmão desaparece em resort do México

Segundo a polícia de Springfield, o motivo do assassinato pode ter sido ciúme após uma briga de casal.

A médica legista do condado de Sangamon Cinda Edwards disse que não poderia dizer há quanto tempo a brasileira estava morta quando teve o corpo encontrado pelos amigos, já que o resultado da autópsia e os exames de sangue só deve sair nas próximas semanas. 

"Com base nas evidências, o namorado a estrangulou, causando sua morte, e depois fugiu para o Mississippi. As investigações vão continuar. Qualquer informação adicional será investigada", disse Milhiser.

Veja fotos de outros brasileiros mortos no exterior

Orlando Harvell, um vizinho de Tamy, a descreveu como uma jovem de bom coração e engraçada. Ele disse que ela estava vivendo na casa do Sul da 14th Street há cerca de dois anos.

"Ela era muito simpática e com uma energia enorme", disse Harvell. "Não merecia esse fim."

Contatado, o Itamaraty informou não ter mais informações sobre o crime porque a família da brasileira ainda não entrou em contato com o consulado em Chicago, responsável pela região de Springfield.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.