Tamanho do texto

Cerimônia no templo Tiwanaku reúne milhares de pessoas para receber os primeiros raios de sol

Andinos realizam ritual nas ruínas da antiga civilização de Tiwanaku, na Bolívia
AP
Andinos realizam ritual nas ruínas da antiga civilização de Tiwanaku, na Bolívia





A Bolívia celebrou hoje (21) o ano novo andino 5.523, que coincide com o solstício de inverno no hemisfério sul e marca o início de um novo ciclo agrícola. A celebração contou com atividades, incluindo uma cerimônia no templo cultural Tiwanaku e outra em um deserto de sal, para honrar Tata Inti, Deus do Sol.

A cerimônia principal ocorreu no Salar de Uyuni, um dos maiores desertos de sal do mundo, localizado no sudoeste da Bolívia. Segundo a cultura indígena Aimara, o dia 21 de junho - quando a Terra fica no ponto mais distante do sol - marca o primeiro dia do ano novo.

No templo Tiwanaku, milhares de pessoas receberam os primeiros raios de sol com as mãos estendidas para cima. A cultura Tiwanaku foi desenvolvida aproximadamente entre 1.580 a.C. e 1.187 d.C., de acordo com historiadores, nas regiões que abrangem territórios da Bolívia e do Peru.

Veja abaixo mais fotos da cerimônia no templo Tiwanaku:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.