Tamanho do texto

Tywanza Sanders, vítima de Dylann Storm Roof, compartilhou imagens minutos antes de acabar morto na Carolina do Sul

A vítima mais jovem a morrer após tiroteio na histórica Emanuel African Methodist Episcopal Churchem Charleston, Carolina do Sul, Tywanza Sanders, compartilhou vídeo onde o atirador Dylann Storm Roof, de 21 anos, aparece tendo aula bíblica antes de matar a vítima e outros oito na quinta-feira (18). As informações são do site americano "Mashable".

Quinta-feira:  Polícia dos EUA prende suspeito por ataque em igreja da Carolina do Sul

Assista:


Possível atirador assiste à aula bíblica momentos antes de matar nove na Carolina do Sul
Reprodução/Youtube
Possível atirador assiste à aula bíblica momentos antes de matar nove na Carolina do Sul

No vídeo divulgado em uma rede social, o homem aparece sentado junto a outros à beira de uma mesa cheia de papéis. A maioria dos participantes do estudo da Bíblia - e todas as vítimas - são negros. Somente o atirador, sentado na ponta da mesa, é branco.

Crime: FBI identifica suspeito de matar nove em igreja voltada aos negros

Réu confesso

Roof confessou o crime nesta sexta (19) e admitiu que queria acender uma "guerra racial". A polícia norte-americana conseguiu prender o suspeito na Carolina do Norte. Ainda na quinta-feira, Barack Obama fez um pronunciamento nacional criticando a facilidade com que pessoas com "distúrbios" têm acesso a armas de fogo.

Em viagem pela Itália, a primeira-dama dos EUA, Michelle Obama, também lamentou o massacre e disse esperar que "tragédias como esta não ocorram mais". A governadora da Carolina do Sul, a republicana Nikki Haley, pediu, por sua vez, a aplicação da pena de morte ao atirador, de acordo com a rede NBC. "Absolutamente, eu quero que ele enfrente a pena de morte", comentou.

Cenário:  Polícia mostra foto de suspeito por mortes em igreja da comunidade negra

O FBI e o Departamento de Justiça dos Estados Unidos estão investigando o crime. Segundo a polícia norte-americana, o jovem teria entrado na igreja por volta das 21h locais e ficado por cerca de 1 hora ao lado de fiéis que ouviam uma leitura da Bíblia. Em seguida, ele abriu fogo contra as pessoas.

Terror:  Tiroteio em igreja de comunidade negra deixa nove mortos em Charleston

Uma das vítimas é o reverendo e senador democrata Clementa Pinckney, que era amigo próximo de Obama e Michelle, de acordo com o porta-voz da Casa Branca, Eric Schultz.

Desde o ano passado, os Estados Unidos enfrentam uma tensão racional envolvendo a morte de jovens negros por policiais brancos.

*Com Ansa Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.