Tamanho do texto

Desde quinta, o número de pessoas em quarentena caiu 12% e chegou a 5.930; Tailândia confirmou primeiro caso da doença

As autoridades de saúde da Coreia do Sul disseram nesta sexta-feira (19) que a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers, da sigla em inglês), que já deixou 24 mortos, começa a perder força. Atualmente, há 112 internados por causa do problema.

Mers:  Chega a 20 o número de mortos na Coreia do Sul após surto

Criança tem sua temperatura corporal verificada por funcionário tailandês em aeroporto de Suvarnabhumi, Bangcoc
AP
Criança tem sua temperatura corporal verificada por funcionário tailandês em aeroporto de Suvarnabhumi, Bangcoc

O anúncio das autoridades sul-coreanas coincidiu com o anúncio de mais um caso de contágio – taxa mais baixa de infecção em duas semanas. Com este novo caso, as autoridades de saúde da Coreia do Sul confirmaram 166 contágios desde que a doença foi identificada pela primeira vez no dia 20 de maio.

Dia 14:  China suspende voos para Coreia do Sul por causa do coronavírus

“Aparentemente o surto começou a perder força”, disse uma fonte do Ministério da Saúde aos jornalistas numa reunião diária em Seul ao salientar, no entanto, a necessidade de aguardar e ter atenção a novos casos que surjam, sobretudo em unidades de saúde expostas ao vírus.

Desde quinta-feira (18), o número de pessoas em quarentena caiu 12%, para 5.930, um dia depois de a Tailândia confirmar o primeiro caso da doença, tornando-se assim o segundo país asiático a registrar a casos de Mers.

Apesar das fortes críticas ao governo da presidenta coreana Park Geun-Hye e do pedido de desculpas do recém-nomeado primeiro-ministro Hwang Kyo-Ahn por suposta “resposta inadequada” ao problema no início do surto, a líder da Organização Mundial da Saúde, Margaret Chan, manifestou seu otimismo na capacidade sul-coreana em conter o vírus. Margaret ressaltou que Seul está agora “em muito bom ritmo” depois de uma resposta inicial lenta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.