Tamanho do texto

Motivo é o envolvimento da infanta em caso de corrupção

Felipe 6º, rei da Espanha
Henri Garat et JB Gurliat/ Mairie de Paris
Felipe 6º, rei da Espanha

Felipe 6º, rei da Espanha há pouco mais de um ano, retirou o título de duquesa de Palma de Maiorca da sua irmã, Cristina de Bourbon, por causa do suposto envolvimento da infanta em um caso de corrupção que está abalando a monarquia do país europeu.

A filha de Juan Carlos, de 49 anos, está sendo investigada por fraude fiscal junto ao seu marido, o ex-jogador de handebol Iñaki Urdangarin, e mais 15 pessoas. Segundo o inquérito, o casal teria desviado 6,1 milhões de euros dos cofres públicos por meio do Instituto Nóos, administrado por Urdangarin entre 2003 e 2006. O dinheiro teria sido depositado na conta da empresa de fachada Aizoon.

Leia também:

Irmã do Rei da Espanha vai a julgamento por cumplicidade em crimes fiscais

Duas mulheres que podem mudar o mapa político da Espanha

Sobre a decisão de Felipe, Cristina afirmou que já havia mandado uma carta no começo do mês para o Palácio da Zarzuela, uma das residências do monarca, renunciando ao título. No entanto, a Casa Real rebateu dizendo que a correspondência só foi recebida após a infanta ter sido informada pelo próprio irmão.

Mesmo não sendo mais duquesa de Palma de Maiorca, Cristina ainda é a sexta na linha da sucessão ao trono espanhol e terá sempre o título de infanta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.