Tamanho do texto

Cirurgiões de Xangai simularam a complexa operação usando modelo em tamanho real criado precisamente para as meninas

Médicos estão se preparando para separar gêmeas siamesas com a ajuda tecnológica de uma impressora 3D nesta terça-feira (9), na primeira operação desse tipo realizada na China. As informações são do site britânico Daily Mail.

2011:  Gêmeas siamesas unidas pela cabeça são separadas em Londres

Meninas nasceram grudadas pelo quadril na China
Reprodução/Youtube
Meninas nasceram grudadas pelo quadril na China

As gêmeas, que estão agora com 84 dias de idade, nasceram unidas pelo quadril e pela parte inferior da coluna vertebral na província de Jiangxi. Cirurgiões do hospital de Xangai simularam a complexa operação usando um modelo em tamanho real criado precisamente para as meninas usando a impressão 3D, informou Diário do Povo Online.

2013:  Documentário mostra 'vida normal' de gêmeas siamesas dos EUA

Os pais das meninas, cujos nomes não foram divulgados, só descobriram que as filhas eram siamesas depois do nascimento. Os médicos decidiram esperar até que elas tivessem três meses e pesassem 10 kg para só então realizar a cirurgia.

Esse procedimento complexo incluirá a separação de uma seção comum do trato digestivo e reconstrução do períneo. Os cirurgiões também separarão partes do sistema nervoso, bem como reconstruirão músculos danificados e a pele.

O Fundo Anjo Mummy deu à família 200 mil Yuan, cerca de 73 mil reais, para ajudar a cobrir os caros honorários médicos. Somente 18% dos gêmeos siameses são unidos pelo quadril, enquanto a maioria é unido pelo tórax e abdômen. Gêmeos siameses são raros e compreendem um em cada 200 mil nascimentos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.