Tamanho do texto

Mais de 4.600 pessoas, incluindo centenas de mergulhadores, foram envolvidas nas operações de busca e salvamento

O naufrágio de um navio de cruzeiro no rio Yangtsé, na China, deixou 396 mortos. A informação foi confirmada por autoridades do país à agência France Presse. Apenas 14 sobreviventes foram resgatados.

Mais de 4.600 pessoas, incluindo centenas de mergulhadores, foram envolvidas nas operações de busca e salvamento numa corrida contra o tempo e as persistentes más condições atmosféricas no local.

Equipes de resgate em cima do casco do navio de cabeça para baixo
AP
Equipes de resgate em cima do casco do navio de cabeça para baixo

O naufrágio ocorreu na segunda-feira à noite, por volta das 21h30 (hora local), quando o navio de nome Dongfangzhixing (Estrela Oriental) foi atingido por um tornado e afundou em "apenas um ou dois minutos".

Trata-se de um barco de cruzeiros turísticos, com quatro andares e 76 metros de comprimento, e navegava há três dias de Nanjing para Chongqing, com 456 pessoas a bordo: 405 passageiros, a maioria dos quais com mais de 60 anos de idade, 46 tripulantes e cinco guias turísticos.

Leia mais:

Naufrágio abala “viagem dos sonhos” de chineses

China tenta resgate de 430 desaparecidos em naufrágio

O capitão e o engenheiro-chefe da embarcação, que conseguiram salvar-se, foram detidos pela polícia.

"Foi tão rápido que o capitão nem teve tempo de dar sinal de alerta", disse Wang Yangsheng, funcionário do Centro de Socorro Marítimo de Yuegang, citado pela agência Xinhua.

Mais de uma centena de barcos e quase 5 mil pessoas, entre as quais 1.840 soldados e 1.600 agentes da polícia, foram mobilizadas para as operações de busca e salvamento, informou a imprensa oficial.

O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, foi ao local do naufrágio, onde o rio chega a 15 metros de profundidade, em Jianli, na província de Hubei.

Com quase 20 anos de serviço e capacidade para transportar 534 pessoas, o Dongfangzhixing fazia cruzeiros regulares no Yangtze, um percurso turístico popular na China que atrai anualmente cerca de 1 milhão de pessoas.

O Yangtze, ou Chang Jiang (Grande Rio), como chamam os chineses, é o terceiro maior do mundo, menor apenas que o Nilo e o Amazonas, com 6.300 quilômetros de extensão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.