Tamanho do texto

Mulher fotografava o animal, com a janela aberta, enquanto ele se aproximava do carro, relataram testemunhas

A turista norte-americana morta por um leão em um parque próximo a Johannesburgo, na África do Sul, tirou fotos do animal momentos antes de ser atacada, divulgou a polícia nesta terça-feira. A câmera fotográfica que a mulher de 22 anos usava foi recuperada durante investigações e revelou que ela decidiu ignorar os diversos avisos e folhetos explicativos que alertavam para que as janelas dos carros fossem mantidas fechadas.

"A câmera da vítima foi entregue à polícia como evidência de que ela fotografava os leões através de uma janela aberta até o momento em que foi atacada", declarou o responsável pelo Lion Park, ao "Daily Mail."

Leia mais notícias do portal O Dia

Leão mata turista em parque na África do Sul
AP
Leão mata turista em parque na África do Sul

O leão de nove anos pulou e atacou a mulher através da janela aberta. Ela estava acompanhada por um guia turístico sul-africano que teve graves ferimentos nos braços em uma tentativa desesperada de livrar a companheira do animal. Ele se recupera no hospital e é aguardado para prestar depoimento nesta terça.

Turistas que assistiram à cena fatal durante o safári relataram estar "traumatizados." Duas famílias estavam em carros próximos ao do casal no momento do ataque e contaram à polícia que a mulher fotografava o leão enquanto ele se aproximava do carro.

Leia mais: Leão mata turista em parque na África do Sul

Seis testemunhas adultas, incluindo dois visitantes da Índia, entregaram também suas próprias fotos à polícia para comprovar que as duas janelas da frente do carro estavam abertas no momento do ataque. Nada vai acontecer ao leão, segundo divulgou a mídia, mas ele deve ser transferido para outro local.

"Nossa equipe que trabalhava no local tentou afastar o leão do carro. Uma ambulância foi chamada imediatamente, mas era tarde demais", declarou Scott Simpson, diretor do parque.

No parque, todos os visitantes recebem instrução para nunca abrirem as janelas dos carros. "Deixamos isso tão claro", lamentou Simpson. "Espalhamos sinalização por toda parte para que mantenham as janelas fechadas. Entregamos folhetos a eles (visitantes) quando chegam ao parque. Eu realmente não entendo como as pessoas podem pensar que 'está tudo bem' deixar a janela aberta", declarou o funcionário. Esse é o terceiro ataque no parque nos últimos quatro meses.

Veja fotos de animais que parecem fofos, mas que são crueis


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.