Tamanho do texto

Nesta fase, aspirantes à candidatura fazem campanhas internas e tentam ganhar os votos do partido e a opinião pública

Hillary foi a primeira a anunciar sua pré-candidatura, em abril, e tenta pela segunda vez ser candidata pelo Partido Democrata
AP
Hillary foi a primeira a anunciar sua pré-candidatura, em abril, e tenta pela segunda vez ser candidata pelo Partido Democrata

A menos de um ano e meio das eleições presidenciais dos Estados Unidos, previstas para novembro de 2016, os pré-candidatos dos principais partidos, Democrata e Republicano, já começam a anunciar suas candidaturas e a fazer campanhas para serem escolhidos nas eleições primárias.

LEIA MAIS:  Hillary Clinton pode eleger hispânico como vice-presidente

Até o momento, entre os democratas, três nomes anunciados, dentre eles o da ex-secretária de Estado Hillary Clinton . Entre os republicanos já são nove pré-candidatos.

Nesta fase, os aspirantes à candidatura fazem campanhas internas e tentam ganhar os votos do partido e a opinião pública. Algumas pesquisas já apontam tendências em sondagens de intenção de voto no país. Além disso, este é o momento em que os pré-candidatos fazem campanha para arrecadar fundos para a disputa.

Eles concorrem agora às vagas de candidato de cada partido, que deve eleger um nome nas eleições primárias previstas para o primeiro semestre do ano que vem. Os vencedores das primárias – eleições internas dos partidos – serão oficializados nas convenções, que ocorrem entre junho e agosto.

Quem são os pré-candidatos

Hillary foi a primeira a anunciar sua pré-candidatura, em abril, e tenta pela segunda vez ser candidata pelo Partido Democrata, uma vez que em 2008 foi derrotada por Barack Obama. Os outros candidatos democratas já formalmente anunciados são Bernie Sanders, senador por Vermont, que se autodenomina socialista, e Martin O'Malley, ex-governador do estado de Maryland.

Entre os republicanos, o primeiro a anunciar candidatura foi o senador Marco Rubio, da Flórida. Filho de imigrantes cubanos, tem 43 anos e é conhecido pelo tom conservador e por suas críticas às propostas migratórias do governo Obama. Ele tem criticado duramente a Casa Branca pela reaproximação com o governo cubano.

Outro senadores do mesmo partido, que anunciaram pré-candidaturas foram Ted Cruz, do Texas; Rand Paul, do estado do Kentucky e Lindsey Graham, senador pela Carolina do Sul, que anunciou ontem (1º) que sua candidatura. O ex- senador Rick Santorum, da Pensilvânia, também é candidato.

Dois ex-governadores republicanos estão no páreo: George Pataki, de Nova York, e Mike Huckabee, do Arkansas. Outros nomes são Ben Carson – afro-americano e neurocirurgião aposentado famoso por alguns discursos críticos contra a administração Obama – e Carlu Fiorina, do Texas, uma liderança feminina entre os conservadores.

Além dos aspirantes declarados, há os chamados “potenciais candidatos”, alvos de especulações, como o vice-presidente Joe Biden, do lado democrata, e entre os republicanos, o ex-governador da Flórida, Jed Bush, irmão mais novo do ex-presidente George Bush.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.