Tamanho do texto

Edifício localizado em LA precisou ser evacuado às pressas pelas autoridades; o FBI ainda não sabe se a ameaça é real

Prédio foi evacuado e rua teve de ser fechada para evitar que pessoas fossem feridas por artefato
CBS/Reprodução
Prédio foi evacuado e rua teve de ser fechada para evitar que pessoas fossem feridas por artefato

Uma mulher ainda não identificada foi detida após passar mais de três horas ameaçando detonar uma bomba em um prédio do governo federal dos EUA, na tarde desta quarta-feira (20). O caso foi encerrado pouco depois das 14h (18h no horário de Brasília). Destacados para cuidar da situação, o FBI (Agência Federal de Investigação) e o Departamento de Polícia do condado de LA ainda não confirmaram se o artefato realmente era real.

De acordo com informações de jornais locais, a mulher se sentou por volta das 11h (15 h pelo horário de Brasília) nas escadarias de um prédio federal, localizado no número 300 da North Los Angeles Street, gritando que tinha uma bomba, explicou ao jornal "Los Angeles Times" Liliana Preciado, agente da polícia de L.A.

Leia também:
Homem é detido por invadir Casa Branca com pacote suspeito
Invasão à Casa Branca derruba chefe do serviço secreto dos EUA
Após invasão da Casa Branca, veja outros escândalos envolvendo o Serviço Secreto

Com temor de que a ameaça fosse verdadeira, as autoridades exigiram a evacuação imediata do edifício e de todos os prédios vizinhos. A rua onde o caso se desenrolou e todas as vias em um raio de cinco quarteirões também foram evaziadas, mantendo o apenas com agentes de segurança. O esquadrão antibombas da unidade de elite Swat também se mobilizou para a ação.

Enquanto a mulher permanecia sentada, gritando e apontando o dedo contra os policiais, demonstrando nervosismo, um robô se moveu lentamente em sua direção para lhe levar um telefone para negociar com a polícia. Ela, no entanto, chegou a jogar o aparelho para longe após um primeiro contato com os agentes. Depois, se acalmou.

Pouco depois das 14h, agentes se aproximaram da mulher com armas em punho e a detiveram. Ela foi colocada em uma maca e encaminhada a um hospital da região.

O prédio onde o caso ocorreu abriga uma série de escritórios do governo federal norte-americano, entre eles, o Serviço de Imigração e o Departamento de Segurança Interna.

Relembre os piores e mais marcantes ataques terroristas de 2014:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.