Tamanho do texto

Dzhokhar Tsarnaev, de 21 anos, será morto por injeção letal; atentado com bombas em 2013 deixou 3 mortos e 260 feridos

Foto de arquivo mostra Dzhokhar Tsarnaev, que foi capturado pela polícia cinco dias após ataques
AP
Foto de arquivo mostra Dzhokhar Tsarnaev, que foi capturado pela polícia cinco dias após ataques

O autor do atentado terrorista que deixou três pessoas mortas na Maratona de Boston, em 2013, foi condenado à morte pela Justiça Federal dos EUA, nesta sexta-feira (15), em Massachusetts. A condenação de Dzhokhar Tsarnaev, de 21 anos, veio após mais de 14 horas de deliberação do júri.

Leia mais:
Explosões na Maratona de Boston deixam ao menos três mortos nos EUA

Na tarde de 15 de abril de 2013, duas bombas foram detonadas na Rua Boylston, perto da Praça Copley, durante a maratona, a terceira maior dos EUA, que atrai anualmente dezenas de milhares de pessoas. Dias depois, a investigação chegou ao nome de dois suspeitos, irmãos muçulmanos nascidos na Chechênia, que viviam em território norte-americano havia dez anos na ocasião do ataque.

O primeiro suspeito, Tamerlan Tsarnaev, foi morto em ação da polícia, em 19 de abril, em um subúrbio de Boston. No dia seguinte, seu irmão, Dzhokhar, que estudava na Universidade Dartmouth de Massachusetts, foi preso pelos agentes. O jovem confessou a autoria dos ataques e foi considerado culpado por eles no mês passado. No total, foram 30 acusações federais contra o chechênio, 17 delas com possibilidade de condenação por pena de morte. 

Veja fotos do atentado que deixou três mortos em Boston em 2013:

Frieza de assassino
Promotores federais comemoraram o veredito do júri. Afinal, foi a primeira vez desde os ataques de 11 de setembro que conseguiram a condenação à morte de um suspeito em um caso de terrorismo.

O condenado, no entanto, não reagiu ao ouvir a sentença. Quando o juiz ditava seu destino, Tsarnaev permaneceu impassível, sem demonstrar qualquer emoção. Ele aguardará a injeção letal em um corredor da morte federal localizado em uma prisão em Terre Haute, no estado de Indiana.

Leia também:
Jovem de 21 anos é condenado pelo ataque terrorista na Maratona de Boston
'Explosões deixaram vários amputados', diz corredor da Maratona de Boston
Mark Wahlberg produzirá filme sobre atentado na Maratona de Boston

Foram três dias de deliberações do júri, somando 14 horas no total, até se chegar à decisão. Como já havia sido considerado culpado, o terrorista confesso apenas teve decidido se iria cumprir a pena em prisão perpétua ou se seria condenado à morte.

A defesa de Tsarnaev alegava que seu cliente teve uma participação menor no ataque, que teria sido planejado por seu irmão mais velho, Tamerlan. Entretanto, os promotores apresentaram o condenado com igual responsabilidade na ação.

As três vítimas do ataque em Boston: Martin Richard, Krystle Campbell e Lingzi Lu
AP
As três vítimas do ataque em Boston: Martin Richard, Krystle Campbell e Lingzi Lu

"O governo americano está matando civis inocentes. Saiba que vocês estão lutando contra homens que olham para uma arma e veem o paraíso. Como vocês poderão competir com isso?", escreveu Tsarnaev nas paredes do barco onde foi capturado, no que ficou conhecido como o "manifesto do barco", em 2013. "Nós, muçulmanos, somos um só corpo. Você machuca um, e acaba machucando a todos."

Além do manifesto, a promotoria justificou a interpretação sobre o crime afirmando que Tsarnaev foi tão sem coração que colocou uma das bombas detonadas atrás de uma criança, matando Martin Richard, um menino de apenas 8 anos. 

As outras vítimas foram Krystle Campbell, de 29 anos, e a estudante universitária Lingzi Lu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.