Tamanho do texto

Menos de um mês após terremoto devastar país, Nepal sobre terremoto de 7,3 pontos de magnitude na última terça (12)

Nesta quarta-feira (13), funcionários com megafones caminhavam pelas ruas danificadas do Nepal convocando as pessoas a deixarem os edifícios com risco de cair após o segundo grande terremoto em menos de três semanas.

O país, devastado por um forte tremor no dia 25 de abril, volta a contar seus mortos. Já são ao menos 76 as vítimas fatais do terremoto de magnitude 7,3 que atingiu o país na terça-feira. Outras 2.700 pessoas ficaram feridas. Deslizamentos de terra bloquearam estradas e tornam mais difícil a entrega de suprimentos e a ajuda. 

Mulher carrega pertences em cidade do Nepal destruída por dois terremotos em menos de um mês (13.5.2015)
AP Photo/Bernat Amangue
Mulher carrega pertences em cidade do Nepal destruída por dois terremotos em menos de um mês (13.5.2015)

O terremoto de terça-feira atingiu gravemente Chautara, uma cidade que se tornou um centro para socorristas e ajuda humanitária após o primeiro terremoto. Ali, ao menos três pessoas morreram após o segundo tremor. 

Jamie McGoldrick, um funcionário das Nações Unidas no Nepal, disse que o terremoto agravou os problemas de áreas atingidas pelo primeiro tremor. "Casas danificadas foram mais danificadas ou destruídas. Casas e escolas edifícios poupados antes foram afetados ontem, estradas foram danificadas", disse quarta-feira.

Entre os 14 distritos afetados pelo terremoto, alguns são inacessíveis. Até o momento, uma grande parte da população não foi alcançada porque as estradas foram bloqueadas por destroços do terremoto e deslizamentos de terra.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.