Tamanho do texto

Oliver Sargent, de 11 meses, tinha uma lesão no crânio, fratura na clavícula e em duas costelas

Está em julgamento na Inglaterra um caso em que o casal Paul Thomas e Ashlea Thomas foram acusados de matar o próprio filho de 11 meses de idade, em 2012. Eles alegaram que os ferimentos da criança foram causados pelo cão da família.

Criança foi assassinada pelos seus pais na Inglaterra
Reprodução/Facebook
Criança foi assassinada pelos seus pais na Inglaterra

Oliver Sargent foi encontrado sem respirar e foi levado para emergência por seus pais. A criança sangrava pelo olho direito e um exame posterior revelou que tinha uma grave fratura no crânio. Após quatro dias internada, ela não resistiu aos ferimentos.

Os médicos também descobriram ferimentos antigos na criança; incluindo duas fraturas nas costelas e na clavícula esquerda. Ela estava internada no Princess Royal Hospital, em Telford.

Leia mais:
Nos EUA, jovem é presa por filmar sexo com criança de três anos
Após exame de DNA, STJ autoriza pai a trocar registro de criança

O casal foi preso por lesão corporal grave, mas, como a criança faleceu, a acusação passou a ser de assassinato.

Ao ser interrogado pela polícia, Paul Thomas, um construtor de 29 anos, alegou que os ferimentos foram causados por seu cão Rocco enquanto eles brincavam. A esposa, enfermeira de 21 anos, confirmou a história do marido.

A perícia disse ao tribunal que "os ferimentos só poderiam ter sido deliberadamente infligidos”, invalidando a história do cão. O julgamento deve acabar em cinco semanas.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.