Tamanho do texto

Fontes da Inteligência italiana ouvidas pela ANSA disseram que a Santa Sé é 'possível objetivo' do grupo, mas não há evidências

Após os atentados ocorridos em Paris na última semana, o próximo alvo dos terroristas do Estado Islâmico (EI) é o Vaticano, segundo o serviço secreto dos Estados Unidos. A informação foi divulgada pelo telejornal da TV estatal israelense, Canal 1 nesta segunda-feira (12).

Hoje:  Caçada aos terroristas continua, afirma primeiro-ministro francês

Papa estaria tentando impulsionar reformas no Vaticano (25/12)
Getty Images
Papa estaria tentando impulsionar reformas no Vaticano (25/12)

Ontem:  Manifestação contra terror reúne milhões e avança pela noite na França

Chamando a notícia de "exclusiva", mas sem dar muitos detalhes sobre o assunto, o programa deu a informação durante todo o jornal. Após a reportagem ir ao ar, a diretora do canal, Ayala Hasson, também postou a nota em seu Twitter.

Segundo fontes da Inteligência italiana ouvidas pela ANSA, a Santa Sé é um "possível objetivo" dos jihadistas, mas no momento "não há sinais concretos" que indiquem um ataque iminente.

Ainda de acordo com as fontes, tanto o Mossad, serviço secreto de Israel, como a CIA enviaram relatórios nos últimos dias para os italianos nos quais citam possíveis cenários, mas sem indicar elementos concretos de risco. 

Confira imagens do ataque na França