Tamanho do texto

Greve total fecha todas as 102 missões de Israel no exterior, paralisando a maior parte do trabalho diplomático com outros países e com as Nações Unidas

Reuters

Diplomatas de Israel lançaram uma inédita greve neste domingo (23), forçando o completo fechamento de embaixadas ao redor do mundo em meio a disputas sobre os pagamentos.

Leia também:  Israel e palestinos estabelecem prazo de nove meses para alcançar acordo de paz

A ação já ameaçou a visita do Papa Francisco a Israel, planejada para maio.

Ao escalar o movimento para uma greve total, os diplomatas vão fechar todas as 102 missões de Israel no exterior, paralisando a maior parte do trabalho diplomático com outros países e com as Nações Unidas.

O ministro das Relações Exteriores de Israel, Avigdor Lieberman, chamou a greve de "irresponsável".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.