Tamanho do texto

Líderes mundiais se reúnem para discutir crise. União Europeia anuncia pacote de 11 bilhões de euros (35 bi de reais) à Ucrânia

O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Andrii Deshchytsia, disse nesta quarta-feira (5) que deseja buscar uma solução pacífica para o conflito com a Rússia, durante sua chegada a uma reunião internacional sobre a crise em Paris, França.

Hoje:  Navio de guerra fabricado na França zarpa com destino à Rússia

Reunidos, o secretário de estado dos EUA, John Kerry, centro, o ministro das relações exteriores da Ucrânia, Andrii Deshchytsia, à direita, entre outros, em Paris
AP
Reunidos, o secretário de estado dos EUA, John Kerry, centro, o ministro das relações exteriores da Ucrânia, Andrii Deshchytsia, à direita, entre outros, em Paris


Putin: Houve golpe na Ucrânia e Rússia tem direito de usar a força se necessário

"Queremos dizer algumas coisas para os russos, queremos manter um bom diálogo e uma boa relação com o povo russo, Queremos encerrar esse conflito pacificamente e não queremos lutar com os russos", afirmou ele.

Confira a ocupação de militares russos na Crimeia, Ucrânia

Aviso: EUA preparam sanções contra a Rússia, diz Obama

Recursos financeiros

O chefe do braço executivo da União Europeia disse que a União Europeia está pronta para fornecer à Ucrânia 11 bilhões de euros, cerca de 35 bilhões de reais, como pacote de ajuda em empréstimos e doações ao longo dos próximos anos.

De acordo com o presidente da Comissão, José Manuel Barroso, a ajuda inclui 1,6 bilhões de euros - aproximadamente 5,1 bilhões de reais - em empréstimos e 1,4 bilhões, cerca de 4,4 bilhões de reais, em subsídios da UE, bem como 3 bilhões de euros em crédito no Banco Europeu de Investimento.

Barroso não forneceu imediatamente detalhes sobre em quanto tempo o dinheiro deve ser desembolsado e nem quais condições econômicas o governo de Kiev terá de cumprir.

Os Estados Unidos anunciaram um pacote de ajuda de 1 bilhão de dólares , aproximadamente 2,3 bilhões de reais, com a chegada do secretário de Estado dos EUA, John Kerry, à capital ucraniana na última terça-feira (4). 

Kiev estima precisar de 35 bilhões de dólares - aproximadamente 81 bilhões de reais - em recursos internacionais pelos próximos dois anos. 

*Com Reuters e AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.