Luiz Inácio Lula da Silva

O ex-sindicalista Luiz Inácio Lula da Silva nasceu em Garanhuns (PE), em 27 de outubro de 1945. Co-fundador do PT, ele cumpriu dois mandatos sucessivos na Presidência da República, encerrados em 2010

Nome:Luiz Inácio Lula da Silva
Nascimento:27 de outubro de 1945
Nacionalidade:Brasileira
Formação:Torneiro Mecânico
Partido:PT
Site oficial: www.pt.org.br

Torneiro mecânico formado pelo Senai, o ex-líder sindical Luiz Inácio Lula da Silva tornou-se em 2002 o 35º presidente da República do Brasil. Casado com Marisa Letícia e pai de cinco filhos, Lula nasceu em Garanhuns, no sertão pernambucano. Com sua mãe e seus irmãos, enfrentou 13 dias de viagem em um caminhão pau de arara, concretizando o trajeto executado por milhares de migrantes que deixaram o Nordeste em direção a São Paulo. A família de Lula instalou-se no litoral paulista em 1951, em busca do pai que havia mudado para Santos quatro anos antes.

Ainda criança, Lula vendeu tapioca, laranjas e amendoim nas ruas. Aos 14 anos, matriculou-se no curso de torneiro mecânico do Senai, profissão que o levou a fazer parte do movimento metalúrgico que se formou no ABC paulista. Em 1969, ingressou no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, e, a partir de 1978, liderou greves históricas que culminaram com a fundação do PT, em 1979.

Foi no movimento grevista que Lula ingressou na vida política. Como resultado da militância, chegou a passar 31 dias preso com base na Lei de Segurança Nacional. Sua primeira tentativa nas urnas ocorreu em 1982, quando concorreu ao governo de São Paulo. Dois anos depois, elegeu-se deputado federal constituinte.

Nos anos seguintes, sua trajetória eleitoral foi marcada por três derrotas em disputas presidenciais -1989, 1994 e 1998. Em 2002, foi eleito presidente com 53 milhões e votos e, em 2006, reeleito com 58 milhões. Embora seu governo tenha sido palco de crises políticas como a do mensalão, em 2005, Lula tornou-se o presidente com a maior aprovação popular desde que foram instituídas as pesquisas de avaliação no Brasil. Como reflexo do apoio popular, elegeu em 2010 sua ex-ministra da Casa Civil Dilma Rousseff para sucedê-lo na Presidência. 

Últimas Notícias

  • Todas as notícias
Ver de novo