Tamanho do texto

Concessionárias recomendam que viagens sejam planejadas para o fim da noite de sexta-feira (30), após 22h. Acompanhe melhores trechos e horários

A expectativa é que 2 milhões de carro deixem São Paulo para o ano novo, principalmente nos dias 30 e 31 de dezembro
FERNANDA CARVALHO
A expectativa é que 2 milhões de carro deixem São Paulo para o ano novo, principalmente nos dias 30 e 31 de dezembro

Com a chegada do verão e as festas de fim de ano, o fluxo de carros saindo da cidade de São Paulo aumenta. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a expectativa é que dois milhões de veículos deixem a capital para a virada do ano.  Para evitar congestionamento e transtornos, a CET recomenda que os motoristas que deixarão a capital paulista nesta sexta-feira (30) evitem sair entre 14h e 22h, programando suas viagens preferencialmente para após este horário.

Acompanhe a situação das principais estradas.

LEIA TAMBÉM:  Acompanhe o movimento pelas câmeras das estradas do País

Dutra

Próximo ao meio-dia, a rodovia Presidente Dutra não apresentava lentidão, nem obras ou acidentes na pista. A previsão para essa sexta-feira é que o período de tráfego mais intenso seja das 16h às 20h, com 9 mil veículos por hora.

No sábado (31) o pico deve ser pela manhã, entre 7h e 13h.

Ayrton Senna

A rodovia Ayrton Senna, que leva ao interior de São Paulo, anda bem, com tráfego normal de São Paulo a Caçapava na manhã e início da tarde desta sexta. Em média, circulam aproximadamente 1,8 mil veículos por minuto ao longo da estrada. São esperados pouco mais de 490 mil carros entre o dia 30 de dezembro e 1º de janeiro. Na sexta-feira, o pico será entre 17h e 22h e, no sábado, das 14h às 19h.

LEIA TAMBÉM:  Justiça autoriza multa para motorista que não usar farol baixo em estradas

Raposo Tavares e Castello Branco

Na Raposo Tavares, foi registrado às 11h27 congestionamento fora dos limites por 500 metros a partir do km 45, na região de Vargem Grande. Na Castello Branco, o trânsito flui bem, sem ocorrências.  As obras realizadas em trechos do Sistema Raposo-Castello serão suspensas nos horários de pico, que são das 13h às 20h na sexta-feira, e das 10h às 14h no sábado. A estimativa é que o sistema receba 474 mil veículos de 30 de dezembro a 2 de janeiro.

Bandeirante e Anhanguera

A rodovia dos Bandeirantes não tem ocorrências. Entretanto, na Anhanguera, há obras na pista em Jundiaí, no km 56. Por mais que não haja interdição de pista, é recomendado que os motoristas sejam mais cautelosos no trecho. São esperados 590 mil veículos no Sistema Anhanguera-Bandeirantes entre 29 de dezembro e 1º de janeiro.

Nesta sexta-feira, o horário de pico é entre 10h e 17h. Já no sábado, entre 9h e 13h. Entre meia-noite do dia da quinta-feira (29) e 11h30 da sexta-feira (30), 215 mil veículos já haviam passado pelo Sistema, com oito acidentes e três feridos.

LEIA TAMBÉM:  As 10 estradas mais perigosas do mundo 

Anchieta e Imigrantes

O Sistema Anchieta Imigrantes apresenta duas ocorrências para quem pretende descer a serra. Na Anchieta, o tráfego é intenso em trecho entre o km 40 e o km 55. Já na Imigrantes, o trânsito é lento do km 50 ao km 53. Todas as cinco pistas do Sistema estão em operação neste final de ano. Mais de 398 mil veículos desceram a serra desde terça (27). Entre 11h e 12h da sexta-feira, desceram 4,3 mil carros.

Régis Bittencourt e Fernão Dias

A Régis Bittencourt não apresentava retenções às 11h40 da sexta-feira (30). São esperados aproximadamente 25 mil carros por dia ao longo do fim de semana. A previsão de tráfego mais intenso nesta sexta-feira é entre 16h e 22h e das 5h às 17h no sábado. É importante lembrar que houve reajuste do valor de todos os pedágios da estrada no dia 29 de dezembro.

A tarifa básica passou de R$2,50 para R$3,00. Na Fernão Dias também foi registrado bom fluxo às 11h05 apesar de obras realizadas na pista.  Também houve reajuste no valor do pedágio, que passa a ter tarifa básica de R$2,10.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.