Tamanho do texto

Atriz publicou vídeo em que aparece comemorando o aniversário dos filhos dentro de um carro em movimento e sem equipamentos de segurança

Atriz estava com os três filhos, Dom, Liz e Bem, dentro do carro junto de outras três mulheres, e ninguém usava cinto
Facebook/ Reprodução
Atriz estava com os três filhos, Dom, Liz e Bem, dentro do carro junto de outras três mulheres, e ninguém usava cinto

A atriz Luana Piovani  levou um “puxão de orelha” do Detran SP nesta terça-feira (30). No início da madrugada, ela postou um vídeo no Facebook em que aparece comemorando o aniversário dos filhos gêmeos Liz e Bem dentro de um carro em movimento. A mãe, as crianças, o primeiro filho dela, Dom, e outras três mulheres aparecem cantando “Parabéns”, porém ninguém estava usando o cinto de segurança, nem mesmo os pequenos.

LEIA MAIS:  Detran critica Angélica por falar ao telefone enquanto dirigia em programa 

“A Luana Piovani postou o vídeo abaixo comemorando o aniversário no carro com seus filhos. E olha só o resultado: um monte de gente começou a puxar a orelha dela. E por que? Simples e importantíssimo: as crianças não podem nunca ser transportadas no colo (exceto em táxis, ok?). Pra isso existem as cadeirinhas. Pros maiorzinhos (acima de 7 anos e meio), como ela, cinto de segurança, sempre, em qualquer um dos bancos do veículo. Copiou, Luana Piovani? Segurança é indispensável”, escreveu o Departamento de Trânsito de São Paulo.


Muitos seguidores de Luana na rede social ficaram assustados com a falta dos equipamentos de segurança e chegaram a escrever alertas para a atriz. “Luana, Felicidades! Adoro suas postagens! Mas cadê as cadeirinhas dos seus anjos?!? A vida deles é preciosa!”, escreveu uma fã.

LEIA MAIS:  Conheça 10 multas que você nem imagina que pode tomar

Apesar da gravação, o Detran explicou que a atriz não vai ser multada. “Não é possível aplicar multas com base em imagens de redes sociais, câmeras de TV, etc. É necessário que haja o flagrante de um agente de trânsito ou equipamento devidamente homologado e aferido especificamente para fiscalização (radares) no ato da infração.”