Tamanho do texto

Estado onde menos motoristas usaram o farol baixo foi Goiás, com 14.683 infratores, seguido de Paraná, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Santa Catarina

Lei visa aumentar a segurança nas estradas durante o dia, uma vez que o uso dos faróis tornará os veículos mais visíveis.
Gabriel Jabur/ Agência Brasília
Lei visa aumentar a segurança nas estradas durante o dia, uma vez que o uso dos faróis tornará os veículos mais visíveis.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou nesta sexta-feira (12) que foram emitidos 124.180 autos de infração em todo o País entre 8 de julho e 8 de agosto por conta da lei que obriga o uso de farol baixo durante o dia em rodovias federais.

O Estado onde menos motoristas usaram o farol baixo foi Goiás, que contabilizou 14.683 infratores, seguido de Paraná (12.976), Minas Gerais (12.660), Rio de Janeiro (11.100) e Santa Catarina (10.720). O descumprimento é considerado infração média, com quatro pontos na carteira e multa de R$ 85,13. O valor vai subir para R$ 130,16 a partir de novembro.

A lei federal rendeu R$ 1,46 milhão em multas apenas em São Paulo.  Ao todo, foram 17.239 multas a motoristas flagrados com a luz apagada nas estradas paulistas: média de 23 veículos por hora, segundo balanço da Polícia Militar Rodoviária.

A mudança foi criticada por motoristas e especialistas, por causa da falta de sinalização. Nos primeiros dias de vigência da legislação, a média de autuações nas estradas estaduais foi ainda mais alta: 37 veículos por hora.

Acidentes caíram

No primeiro mês da nova lei, o número de acidentes com colisão frontal durante o dia em pistas simples caiu 36% em comparação ao mesmo período do ano passado. Também houve queda no número de mortes e pessoas gravemente feridas, que passaram de 88 e 113, respectivamente, no ano passado para 39 e 67 neste ano. Já o número de atropelamentos caiu 34%.

LEIA MAIS:  Farol baixo durante o dia não é obrigatório nas marginais Tietê e Pinheiros

O que mudou

Desde o mês passado, os motoristas são obrigados a transitar pelas estradas e túneis com o farol baixo, ou seja, aquela luz baixa destinada a iluminar a via, durante todo o dia, mas sem causar ofuscamento aos outros usuários.

A lei foi promulgada após o projeto apresentado pelo senador José Medeiros (PSD-MT) ser aprovado tanto no Senado quanto na Câmara dos Deputados. A proposta visa aumentar a segurança nas estradas durante o dia, uma vez que o uso dos faróis tornará os veículos mais visíveis.

*Com informações do Estadão Conteúdo

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.